We use "cookies" to personalize our content, tailor Ads, measure their performance, and provide you with a better, faster, safer experience. By using our services, you agree to our Cookie Policy. Mais info e configurações. Aceitar

"Meu futuro não é importante, a equipe sim"

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 904

Pin
Wenger nega aposentadoria. Goal

Aos 67 anos, o treinador prometeu seguir sua carreira no Arsenal, onde está há mais de duas décadas... ou em outro lugar.

Arsène Wenger tem sido questionado no comando do Arsenal. Após 21 anos no comando dos Gunners, ele rejeitou os rumores de que iria se aposentar. Garantiu que vai treinar na próxima temporada, embora sem confirmar permanência no Emirates Stadium.

A especulação sobre seu futuro cresceu nas últimas semanas, quando sua equipe desceu na tabela da Premier League, e perdeu para o Bayern de Munique, na primeira partida das oitavas da Champions League, disputada na Alemanha.

"Não importa o que aconteça, eu vou treinar na próxima temporada, seja aqui ou em outro lugar", disse Wenger.

"É importante para o clube tomar a decisão certa para o futuro. Eu não estou trabalhando aqui por 20 anos sem me importar", garantiu ele.

"Eu tive muitas oportunidades para ir para outros lugares, mas eu me importo com este clube e com seu futuro. É importante estar em boas mãos. Eu estou acostumado com isso. Já estou aqui há 20 anos. Na vida, é importante  fazer o que é certo. Estou em um emprego público e devo aceitar isso. Todo mundo pode ter uma opinião", continuou o treinador.

"Eu não quero comentar [sobre meu futuro]. Meu futuro não é importante, a equipe sim, o Arsenal Football Club. Temos de nos concentrar em problemas reais, na nossa forma de jogar futebol e não o meu futuro", contou ele.

O ex-comandante do Mônaco admitiu, no entanto, que a derrota por 5 a 1 para o Bayern de Munique, na primeira partida das oitavas de final da Champions League, foi difícil de digerir. Wenger já ganhou três títulos da Premier League com os 'gunners', além de seis Copas da Inglaterra e cinco Supercopa da Inglaterra.

"Eu odeio a derrota, eu odeio perder jogos. Eu tenho uma grande responsabilidade neste clube", concluiu ele.

Follow BeSoccer on Facebook