noscript image

A história menos conhecida do 20-0: teve que jogar o massagista e lesionou-se

Priscila por Priscila @besoccer_es - 0 1,302

Pin Jogaram com 7 e o número '10' era o massagista, o senhor Picciarelli. Twitter/ESPN
Jogaram com 7 e o número '10' era o massagista, o senhor Picciarelli. Twitter/ESPN

A história menos conhecida do 20-0: teve que jogar o massagista e lesionou-se

Priscila por Priscila @besoccer_es - 0 1,302

O acontecimento deste domingo em Cuneo roça o surrealismo. O Pro Piacenza, uma equipa a pontos de desaparecer, e que já contava com três faltas comparências consecutivas teve que chamar o massagista do clube para poder jogar frente ao Cuneo e não ser desclassificado.

O plano do Pro Piacenza, depois de, na quinta-feira, a Federação ter autorizado a que continuasse na competição, foi apresentar uma equipa de mínimos para jogar frente ao Cuneo e não ser excluido da Serie C. 

Chegou à localidade piamontesa com apenas sete jogadores, o número mínimo para poder jogar. Sete pequenos, todos eles nascidos a partir do ano 2000, para tentar encarar a situação. 

Mas desde o início que começaram os problemas. Um dos pequenos, Isufi, não tinha levado os documentos, como informa a "La Gazzetta dello Sport". com apenas cinco jogadores de campo e o guarda-redes, o Pro Piacenza não podia jogar o encontro. 

Então apareceu o único membro da equipa técnica que tinha viajado até Cuneo. Porque não havia treinadores, ajudantes, ninguém. O único que viajou com os pequenos foi o senhor Picciarelli, massagista da equipa. 

O Pro Piacenza, para não somar outra partida perdida por falta de comparência, inscreveu-o, e daí saltaram a jogar no campo do Cuneo. Com seis juvenis, um deles, o capitão Cirigliano, inscrito como treinador, e um senhor de 36 anos, com o '10' nas costas mas com o nome tapado. 

O jogo começou com quinze minutos de atraso, e aos 25 minutos de jogo, o Cuneo já vencia por 10-0. O primeiro tempo terminou 16-0 e a documentação de Isufi não aparecia. 

A fortuna parecia sorrir à equipa "rossonera" quando, por fim, no minuto 15 da segunda parte, o pai do jovem apareceu com a sua identidade, e o Pro Piacenza pode jogar um tempinho com oito jogadores. 

Mas foi apenas um pouco, porque ao minuto 76, o senhor Picciarelli lesionou-se, deixando os seus com apenas sete jogadores de novo. O jogo da vergonha do futebol italiano terminou finalmente com um resultado de vinte golos a zero. 

Priscila

Priscila

noticias 1,216 RANK 7
LEITURAS 4M RANK 7
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook