noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

"A última final é irrelevante agora"

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 721

Pin Andy Robertson e Trent Alexander-Arnold foram os escolhidos para a antevisão à final. Twitter/LFC
Andy Robertson e Trent Alexander-Arnold foram os escolhidos para a antevisão à final. Twitter/LFC

"A última final é irrelevante agora"

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 721

A conferência de imprensa de antevisão da final da Champions teve, por parte dos jogadores "reds", Andy Robertson e Trent Alexander-Arnold. Ambos concordaram que será um jogo muito disputado , e que o calor da capital espanhola jogará contra ambas as equipas.

Foi precisamente o calor de Madrid o motivo da primeira pergunta. "Estou certo de que causará problemas às duas equipas. É a nossa responsabilidade prepararmo-nos para isso, estar prontos e dar 100%", disse Alexander-Arnold. 

igual para as duas equipas. Estamos acostumados a temperaturas baixas, mas quando começar o jogo as duas equipas terão de enfrentar a mesma situação", respondeu Robertson. 

O rival foi o seguinte tema a tratar. Ambos negaram que o Tottenham fosse o aspirante. "Se o perguntas por terem chegado à final, são, porque nós repetimo-la. Em questão de qualidade estamos igualados. Será uma luta até ao final para ver quem quer mais. Será difícil para ambos. Será um jogo muito tático e que ganhar vai merece-lo", comentou Alexander-Arnold. 

Robertson, por seu lado, foi mais taxativo, "Não acredito que sejam o aspirante. Quando jogamos contra eles na Premier foi um dos jogos mais dificeis que tivemos que disputar. Sabemos que nos podem causar problemas. Os dois temos boas equipas, dependerá de quem tiver o melhor dia. Para mim, está igualado", acrescentou. 

Questionados pela pressão de o Liverpool ter cinco Champions nas costas, ambos assumiram como normal. "Não importan onde vamos, o apoio está sempre ali. Faz parte de jogar num clube gigante como é o Liverpool. Estamos prontos para dar tudo frente aos fãs, e esperamos que tenham algo que celebrar no sábado à noite", disse o primeiro. 

Robertson, de novo, foi mais parco nas palavras. "É sempre algo bom ver os teus fãs a desfrutas, e espero que isso continue. Sentimos a pressão de jogar neste clube todos os dias porque o apoio é a nível mundial. Temos essa pressão todos os dias e isso não mudará amanha", respondeu. 

Ambos asseguram ter aprendido com o que aconteceu no ano passado em Kiev. "Será difícil esquece-lo, aprendemos um par de coisas do Real Madrid em Kiev e como nos venceram. Amadurecemos como equipa, mostramos que podemos ganhar jogos, aguentar a vantagem e manter a baliza a zero". começou por dizer Trent. 

"Demonstramos ser uma boa equipa e usaremos as experiências passadas como motivação. Não quero sentir-me amanha à noite como me senti em Kiev", acrescentou. 

Robertson preferiu passar a página. "A final é irrelevante para mim. Fizemos poucas contratações, alguns foram, e como era a nossa primeira candidatura a um titulo e mutiso de nós já jogamos na temporada passada podemos usar essa experiência", explicou. 

"Tentaremos criar sentimentos diferentes dos do ano passado, porque o vivido em Kiev foi horrivel", sentenciou o lateral escocês. 

A última pergunta foi sobre o avançado da moda dos "spurs", Lucas Moura. "Acredito que veio de uma época difícil em Paris, e mostrou desde que joga na Premier que é um jogador de classe mundial", explicou o lateral inglês. 

"É um dos seus jogadores mais perigosos, mas sabemos como joga o Tottenham, os seus truques... Não tem nada a ver que não tenham contratado jogadores, mas como equipa demonstraram a sua qualidade", acrescentou. 

Robertson deixou a última reflexão a respeito do seu companheiro. "Trata-se de respeitar o Tottenham como equipa e usar as táticas contra eles", acrescentou Trent Alexander-Arnold, antes de dar a vez a Jürgen Klopp. 

BeSoccer

BeSoccer

noticias 31K RANK 1
LEITURAS 102M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook