noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Afogados foi fundado em dia trágico para o Galo

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 1 239

Pin Afogados foi fundado em dia trágico para o Galo. Goal
Afogados foi fundado em dia trágico para o Galo. Goal

Afogados foi fundado em dia trágico para o Galo

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 1 239

Fundação do time pernambucano coincide com a data da derrota do Galo para o Raja Casablanca, no Mundial de Clubes de 2013.

O Afogados da Ingazeira Futebol Clube teve a noite mais marcante da sua história na última quarta-feira, data para sempre marcada como a que eliminou o Atlético-MG na segunda fase da Copa do Brasil. E outro dia importante na história do Afogados também faz parte do pesadelo atleticano, agora para sempre ligado à equipe do sertão pernambucano.

O Afogados foi fundado em 18 de dezembro de 2013, dia em que o Galo perdeu por 3 a 1 para o Raja Casablanca, no Mundial de Clubes. Motivo de gozação dos rivais desde então, aquela tarde de fim de ano voltou a atormentar os mineiros após o revés no Nordeste, pela Copa do Brasil, e a consequente eliminação.

Fruto do mesmo dia do vexame, o Afogados tenta se manter alheio ao drama atleticano, agora sem técnico, diretor de futebol e com um abismo de planejamento a ser preenchido até o começo do Campeonato Brasileiro. No time pernambucano, o lema é usar o dinheiro conquistado com os avanços na Copa do Brasil para se firmar no cenário nacional.

A presença na edição deste ano do torneio mata-mata se deu após a boa campanha no Campeonato Pernambucano de 2019. Depois de uma primeira fase aos trancos e barrancos, a equipe se classificou para encarar o Santa Cruz nas quartas de final da competição. Empate por 1 a 1 e vitórias nos pênaltis levaram o elenco a uma inédita semifinal.

A derrota para o Náutico ficou em segundo plano com o triunfo na briga pelo terceiro lugar, assegurando a presença na atual Copa do Brasil e na futura Série D do Campeonato Brasileiro, cujo início será em abril de 2020.

Com a chegada à terceira fase da Copa do Brasil, em que espera o vencedor de Ponte Preta x Vila Nova, a equipe já angariou R$ 1,1 milhão, além de assegurar mais R$ 1,4 milhão a ser recebido no mata-mata seguinte. Ou seja, R$ 2,5 milhões para um projeto que inclui construir um CT moderno e fincar sua marca no futebol do país.

"Era um prato de comida para nós", afirmou o volante Eduardo Erê, que chegou ao clube após se destacar pelo Central de Caruaru, no ano passado. Agora, tanto ele quanto cada um dos representantes da carismática "zebra" da vez esperam o próximo banquete que o futebol tem para oferecer.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 44K RANK 1
LEITURAS 133M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook