noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Avelar se inspira em Sergio Ramos por novo desafio

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 311

Pin Avelar, ex-Torino, vai deixar a lateral para atuar como zagueiro do Corinthians. AFP
Avelar, ex-Torino, vai deixar a lateral para atuar como zagueiro do Corinthians. AFP

Avelar se inspira em Sergio Ramos por novo desafio

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 311

Em nova posição desde a chegada de Tiago Nunes, Avelar revela que observa craque do Real Madrid para se dar bem na nova função.

Titular na lateral esquerda ao longo de 2019, Danilo Avelar terá um novo desafio com a camisa do Corinthians. Isso porque, com a chegada de Tiago Nunes, o jogador passou a disputar posição no time como zagueiro. Mas se depender de sua inspiração, ele certamente fará muito sucesso nessa nova função.

“O Sergio Ramos é um cara que foi lateral, na época de Sevilla, e depois se tornou zagueiro. Tem umas características de lateral que vai para zagueiro, mas aí o pessoal acha que vou fazer igual ele [risos]”, brincou em entrevista à TV Corinthians. 

“Com certeza vou dar meu máximo diante dos meus limites. Obviamente que, se um dia eu chegar em 10% do que aquele cara faz, estarei bem”, explicou.

Danilo Avelar demorou para se firmar no Corinthians, mas após belas atuações e gols em clássicos, finalmente caiu nas graças da torcida, o que lhe rendeu a alcunha de “Avelenda”. E segundo o camisa 35, ele espera surpreender na nova posição para fazer ainda mais história no clube.

“É um desafio que eu estou disposto a fazer. Vou dar o meu máximo para ajudar cada vez mais essa equipe do Corinthians a estar no topo, onde ela merece".

Logo após sua chegada, em 2018, o Corinthians enfrentou o Colo-Colo pelas oitavas de final da Libertadores e foi eliminado da competição. Mas mesmo com o resultado negativo, Avelar revelou que a partida de volta, na Arena Corinthians, foi a mais marcante de sua trajetória no clube, principalmente pelo apoio da torcida.

“Mesmo sendo eliminado, foi um jogo que a torcida cantou tanto, empurrou tanto, que se tivesse jogo até hoje a gente estaria lá jogando e sendo empurrado pela torcida”, destacou. 

“Eles gritaram tanto que a Natália, minha noiva, chegou em casa e disse: ‘Nunca vi uma torcida dessas, estou até espantada que eles gritam tanto assim’”. 

Além do tradicional apoio da Fiel durante os 90 minutos, Avelar contou que o que mais lhe marcou foram os aplauso após o final da partida, mesmo com o time dando adeus à competição.

“Quando acabou o jogo, o que mais me impactou foi que a torcida não parava de cantar e aplaudir. Fomos para o vestiário com uma sensação de que a torcida vai junto você demonstra raça e põe o coração na camisa. Foi muito marcante esse momento”, concluiu. 

Mas, por enquanto, a torcida nos estádios ficará apenas na memória dos jogadores. E enquanto Avelar lembra sobre momentos como esse, os clubes da Bundesliga sofrem para jogar as partidas sem o apoio de seus torcedores.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 50K RANK 1
LEITURAS 142M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook