noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Ainda mais gigantes, Renato e Grêmio reencontram Athletico na Copa do Brasil

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 1,797

Pin Mais gigantes, Renato e Grêmio reencontram Athletico 3 anos depois. Goal
Mais gigantes, Renato e Grêmio reencontram Athletico 3 anos depois. Goal

Ainda mais gigantes, Renato e Grêmio reencontram Athletico na Copa do Brasil

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 1,797

A estreia do treinador, em sua terceira e atual passagem pelo Tricolor, foi justamente contra o Furacão.

Três. É um número muito bem visto pelos gremistas: simboliza cada uma das cores do clube e o número de títulos de Libertadores da América conquistados. Também já faz três anos que Renato Portaluppi está no comando, e às 21h30 desta quarta-feira (13), o ídolo tricolor reencontrará, no duelo de ida válido pela semifinal da Copa do Brasil, o primeiro adversário que ele enfrentou nesta sua passagem mais recente pelo Imortal.

Foi exatamente contra o Athletico (na época ainda chamado com a grafia Atlético) que Portaluppi fez a sua terceira estreia no comando gremista. O Grêmio havia vencido os paranaenses por 1 a 0 na ida, mas sofreram a derrota dentro de casa, no duelo de volta daquelas oitavas de final, e avançaram nos pênaltis, depois que Marcelo Grohe se recuperou pela falha no tento sofrido e saltou para defender três penalidades.

O Tricolor avançaria rumo ao título daquela Copa do Brasil, uma conquista que deu novo fôlego a uma carreira titubeante de Renato desde a área técnica – antes de retornar ao Grêmio, em 2016, seu último trabalho havia sido dois anos antes, pelo Fluminense.

De lá para cá, o clube escreveu um novo auge em sua história, mudando bastante a realidade de Renato como treinador. E tudo começou justamente contra o Athletico-PR. Confira algumas curiosidades envolvendo aquele início de trabalho de Portaluppi em contraste com a nova realidade vivida pelo comandante.

Em 2016, Renato chegou a um Grêmio que vinha de quatro derrotas e um empates nos cinco últimos jogos anteriores. Naquele mês de setembro, assinou compromisso de apenas três meses e, apesar de sempre receber o carinho do torcedor pela história escrita com a camisa tricolor na época de jogador, poucos acreditavam em um trabalho tão longevo.

Hoje, Renato é o técnico que está a mais tempo em um clube no Brasil. Além disso, após os títulos conquistados (especialmente Copa do Brasil e uma Libertadores) passou a ser um dos profissionais mais valorizados do Brasil. Tanto, que no final de 2018 o Grêmio precisou vencer um grande interesse do Flamengo para renovar o vínculo com Renato. Hoje, há poucos que imaginam outra pessoa comandando a equipe na área técnica.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 32K RANK 1
LEITURAS 107M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook