noscript image

Alguém chamou por Cristiano?

Priscila por Priscila @besoccer_es - 2 +29k

Pin Cristiano Ronaldo marca hat-trick e coloca a Juve nos quartos. EFE
Cristiano Ronaldo marca hat-trick e coloca a Juve nos quartos. EFE

Alguém chamou por Cristiano?

Priscila por Priscila @besoccer_es - 2 +29k

A Juventus recebeu esta terça-feira o Atlético de Madrid em Turim. Em desvantagem, os italianos precisavam de três golos para darem a volta ao resultado e poderem seguir em frente. E quando é preciso Cristiano diz presente.

Desde a eliminatória no Wanda Metropolitano que quase toda a Europa dava a Juventus como morta na Champions. Os da "Vecchia Signora" assumiram, por essa altura,  que não foram de facto os melhores na primeira mão e que em casa tudo poderia ser diferente. 

Tudo foi diferente, até o ambiente no Juventus Stadium. Na noite desta terça-feira os "bianconneros" poderam contar com o apoio de todos os seus adeptos. Os seus ultras "levantaram o castigo" e levantaram as suas vozes para dar apoio à sua equipa. 

Chiellini já tinha avisado e o próprio Cristiano também. Quando é preciso o português marca presença e nesta noite foi de longe o melhor de todos. 

Noite mágica para a Juventus e a ausência de Atlético são a principal definição daquilo que foi o encontro desta noite. 

Os de Allegri entraram com tudo no jogo e aos 4 minutos Chiellini colocou a bola dentro da baliza de Oblak. O golo foi anulado pelo árbitro por falta de Cristiano Ronaldo sobre o guardião do Atlético. O primeiro susto estava dado.

Aos 21' Koke tentou assustar Szczesny mas a bola passou muito por cima da baliza da Juve. O Atlético tentou chegar por duas vezes à baliza contrária mas sempre sem real perigo. 

Aos 27' Cristiano quis mostrar porque vive uma segunda juventude na Juventus e porque é ainda um dos melhores do mundo. Bernardeschi cruza e o português ao segundo poste cabeceia para bater Oblak. 1-0 a favor dos da casa e alento para o que restava. 

Os "bianconneri" continuavam a pressionar e até ao intervalo valeu ao Atlético a falta de mira dos italianos. Os espanhóis foram para o descanso sem uma grande oportunidade de golo e faziam o que podiam para segurar o resultado. 

Mas os de Allegri ainda não estavam satisfeitos e faltava ainda um golo para o empate na eliminatória. Cristiano estava inconformado e aos 49' foi responsável pelo segundo dos da casa. 

Cabeceamento de CR7 para a defesa de Oblak. E quando todos pensavam que não tinha sido golo eis que chega uma das novidades do futebol. A tecnologia de golo entra em ação e assinala golo para o português. Oblak tinha defendido mas já para lá da linha. Bis do português e empate na eliminatória. 

O Atlético voltou a colocar os pés na terra depois do resultado conseguido na primeira-mão e acordou para a realidade. Simeone fez entrar Correa e o jogo mudou. Os "colchoneros" começaram a pressionar mais mas não conseguiam chegar com perigo à baliza de Szczesny.

Aos 80' Allegri deu oportunidade a Kean depois da brilhante exibição no último encontro da Serie A. E de facto, 2 minutos depois teve a oportunidade de dar a volta à eliminatória. Na cara de Oblak remata ao lado do poste. 

A Juve voltou a dominar e aos 84' erro da defesa do Atlético. Bernardeschi ganha espaço e corre para a área, na impossibilidade de o acompanhar Correa derruba na área o '33' da "Vecchia Signora". 

O árbitro aponta para a marca de grande penalidade e o VAR confirma. Cristiano Ronaldo foi chamado a converter. Pressão em Turim. Estava nos pés do português a reviravolta no marcador. 

Competente como sempre, Cristiano Ronaldo converteu e não falhou. 3-0 no marcador. 3-2 na eliminatória. O astro português assinava um hat-trick e a sua Juve já estava na frente. 

Faltavam cinco minutos para o final do encontro e o Atlético procurava a todo o custo o golo. Mas o sufoco nunca foi amigo de ninguém e foram tudo menos acertivos. Os de Allegri tentavam acalmar o jogo e segurar o resultado que os colocava nos quartos da Champions. 

A Juventus tinha uma missão quase impossível na noite desta terça-feira. Mas para Cristiano não há impossíveis. Hat-trick do português que carimba o passaporte da Juventus para os quartos e o adeus do Atlético à competição e ao sonho de disputar a final da Champions no Wanda Metropolitano.

Cristiano voltou a fazer aquilo que melhor sabe: marcar. Voltou a ser o carrasco do Atlético e deixa o sonho da Juventus ainda mais vivo. Foram dados como eliminados e Cristiano quis mostrar que aos 34 anos continua a ser decisivo e a dizer presente quando o chamam. 

Priscila

Priscila

noticias 1,040 RANK 7
reads 4M RANK 7
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook