noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Dembélé e Messi fazem a Juve sentir falta de CR7

Pin Deu Barça na casa da Juve. EFE/EPA/ALESSANDRO DI MARCO
Deu Barça na casa da Juve. EFE/EPA/ALESSANDRO DI MARCO

Dembélé e Messi fazem a Juve sentir falta de CR7

Em jogo válido pela 2ª rodada da Champions League, o Barcelona encarou uma Juventus sem Cristiano Ronaldo, foi superior o jogo todo e acabou vencendo com um gol de Dembélé e ainda um gol de Messi de pênalti no fim do jogo.

O jogo começou bastante agitado, com uma saída errada de Demiral que deixou Messi na cara do gol: o argentino chutou cruzado quase sem ângulo e Bonucci teve que afastar para escanteio. Em seguida, Griezmann mandou uma bola na trave: na sobra do escanteio, o goleiro da Juve espalmou uma bomba no canto e em novo cruzamento, Griezmann recebeu na entrada da área e chutou cheio de efeito... a bola carimbou a trave. E tudo isso antes dos dois minutos de jogo.

A Juve sofria uma grande pressão do Barça em todas as saídas de bola e não conseguia criar chances de gol. E quem não faz leva, ainda que com um pouco de sorte.

Aos 13 minutos, Dembélé recebeu uma longa enfiada de bola, foi carregando até a entrada da área, se livrou do primeiro e chutou. A bola desviou em Chiesa e encobriu o goleiro.

E a resposta poderia ter vindo logo na saída de bola após o gol, mas a sorte só olhava para o Barça: Morata recebeu à frente, ficou cara a cara com o goleiro e chutou para o gol... porém o jogador estava impedido na hora de receber a bola. Um tipo de jogada que aconteceu mais duas vezes. Ou seja: durante o jogo, Morata fez um hat-trick... de gols anulados. Algo que acontecia com certa frequência também em sua fase no Atlético de Madrid. Talvez por falta de atenção ou por falta de técnica.

Messi teve a chance de diminuir pouco tempo depois, mas a bola não queria entrar: Griezmann recebeu na área e tocou de calcanhar para Messi, que chutou cruzado... e a bola tirou tinta da trave.

E antes do fim da primeira metade, foi a vez de Griezmann quase marcar: Messi avançou e chegou na área, deixou para Dembélé... ele limpou, chutou e foi travado pelo goleiro. A bola sobrou para Griezmann, que também foi travado pelo goleiro e não conseguiu chutar.

As únicas chances de gol por parte da equipe da casa foram de chutes de longe, que pecavam na mira ou na pontaria. Cristiano Ronaldo fez falta na partida.

Dembélé criou muitas chances perigosas em tabelas com Messi, mas a zaga italiana funcionou bem o suficiente. Funcionou tão bem que conseguiu evitar um gol em uma bela jogada iniciada pelo jovem Pedri, titular novamente pelo Barça: o jovem passou por dois, tocou para Messi na meia-lua e ele tocou para Dembélé do lado. Na devolução para o argentino, Danilo interceptou.

Se no primeiro tempo, um toque de calcanhar quase deu gol para o Barça, dessa vez foi a vez da Juve: Morata chegou na entrada da área e deixou para Kulusevski de calcanhar. Ele bateu colocado, mas a bola passou longe do gol

Griezmann chutou uma forte bomba cruzada que tirou tinta da trave e quase complicou a situação do time da casa. E quando quase não tinha mais minutos de jogo, veio o gol da sentença, pelos pés de Messi: Ansu Fati foi empurrado por Bernardeschi e o argentino foi para a cobrança. Bola para o lado, goleiro para o outro e um 2 a 0 na casa da Juve.

Uma partida para a Juventus esquecer e que Cristiano Ronaldo não gostou nada de ter assistido em casa.

Dilson Cassaro

Dilson Cassaro

noticias 265 RANK 13
LEITURAS 1M RANK 13
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook