noscript image

Como estariam os times brasileiros se a Libertadores usasse o VAR?

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 337

Pin Libertadores sem VAR. Goal
Libertadores sem VAR. Goal

Como estariam os times brasileiros se a Libertadores usasse o VAR?

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 337

Árbitro de vídeo poderia mudar resultado importantes do Grêmio e punir o palmeirense Felipe Melo

Indo na contramão das principais competições internacionais, a Copa Libertadores ainda não adotou o VAR em todas as suas partidas.

O árbitro de vídeo, que já foi decisivo na última Copa do Mundo e que está deixando sua marca na Champions League, só irá aparecer na maior competição da América do Sul a partir dos duelos de mata-mata nas oitavas de final.

Mas e se o recurso já estivesse em uso? Será que os times brasileiros poderiam estar em melhor ou pior situação após as duas primeiras rodadas?

Embora seja difícil saber como o árbitro, com a ajuda do VAR, iria interpretar certos lances, é possível especular:

PALMEIRAS

Junior Barranquilla 0 x 2 Palmeiras

No primeiro tempo, Felipe Melo se desentendeu com o zagueiro Narváez antes e durante a cobrança de um escanteio. O brasileiro foi puxado e respondeu com empurrões agressivos.

O VAR poderia checar o lance tanto para pênalti, caso o puxão tenha ocorrido depois da cobrança, como para cartões para os envolvidos.

Palmeiras 3 x 0 Melgar

A partida teve um gol do Melgar anulado por impedimento. A decisão da arbitragem foi correta e o VAR apenas serviria para tirar uma possível dúvida.

A violenta entrada de Felipe Melo, um carrinho por trás no rival, foi punida apenas com cartão amarelo. O juiz poderia revisar o lance para saber se era um caso de vermelho direto.

Com convincentes vitórias, provavelmente o Palmeiras ainda teria os mesmos seis pontos. O porém é Felipe Melo, que correu risco de expulsão nos dois jogos.

GRÊMIO

Rosario Central  1 x 1 Grêmio

O zagueiro Geromel deu uma cotovelada dentro da área no atacante Fernando Zampedri. O juiz não marcou nada.

Com o VAR, o Grêmio poderia ter perdido seu zagueiro e ainda tido um pênalti contra sua meta.

Grêmio 0 x 1 Libertad

Aos 46 do primeiro tempo, Cortez corta zagueiro do Libertad na área e cai. O árbitro manda seguir, mas poderia marcar o pênalti e checar o lance caso a Libertadores usasse o VAR. No lance seguinte o Libertad marcou o gol da vitória.

Um pênalti na primeira partida poderia ter tirado um importante ponto fora de casa, mas outra penalidade no segundo jogo poderia ter mudado completamente a partida na Arena.

INTERNACIONAL

Internacional 2 x 0 Alianza Lima

O atacante Quevedo, do Alianza Lima, caiu na entrada da área no primeiro tempo e pediu pênalti. O VAR, provavelmente, iria confirmar que não houve falta.

 Palestino 0 x 1 Internacional

Um gol do Palestino foi anulado no primeiro tempo por impedimento. O VAR iria confirmar que a decisão do árbitro foi correta.

Nos acréscimos do segundo tempo, o zagueiro do Internacional Cuesta divide a bola no alto com o atacante Roberto Guiterrez e acerta uma cotovelada em seu rosto. O juiz não marcou nada, mas poderia interpretar o lance como pênalti se usasse o vídeo.

O Internacional poderia sofrer um frustrante empate no último lance do segundo jogo caso o árbitro interpretasse o lance de Cuesta como pênalti. O time, de qualquer forma, seguiria bem na competição mesmo se sofresse o empate.

FLAMENGO

San José 0 x 1 Flamengo

A partida não teve lances que poderiam ser checados pelo VAR.

Flamengo 3 x 1 LDU

A partida teve dois pênaltis marcados para a LDU. O VAR provavelmente iria confirmar as duas penalidades.

No primeiro tempo o atacante Bruno Henrique caiu na área e pediu pênalti, mas o juiz não marcou nada. Mesmo se marcado, o lance não interfiria na vitória do Flamengo.

O Flamengo provavelmente ainda teria seus seis pontos mesmo com o uso do VAR. O goleiro Diego Alves salvou um pênalti bem marcado e o ataque efetivo fez com que o lance de Bruno Henrique não fizesse falta

ATLÉTICO-MG

Atlético-MG 0 x 1 Cerro Porteño

Gol de falta de Cazares foi anulado porque a cobrança deveria ser em dois lances e a bola entrou direto. O VAR iria confirmar a decisão do árbitro.

No fim da partida Ricardo Oliveira teve um gol anulado por impedimento. O árbitro de vídeo iria confirmar a decisão do juiz em campo.

Nacional 1 x 0 Atlético-MG

Jogador do Nacional acusou um pisão de Igor Rabello no primeiro tempo. O zagueiro diz que tropeçou e que foi sem querer. Uma revisão do VAR poderia transformar o cartão amarelo em vermelho dependendo da interpretação do juiz.

Em dificuldades, o Atlético-MG teve seus dois gols na competição corretamente anulados. Nem o VAR poderia salvar o Galo nessas primeiras rodadas.

ATHLETICO-PR

Tolima 1 x 0 Athletico-PR

A equipe paranaense teve o gol de empate anulado por impedimento. O VAR iria confirmar que a decisão do árbitro foi correta.

Athletico-PR 4 x 0 Jorge Wilstermann

Sem muitos lances polêmicos, a goleada do Athletico-PR não teria sido alterada pelo VAR
O Athletico-PR é outra equipe não teria seus resultados alterados nessas primeiras rodadas de Libertadores pelo VAR.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 25K RANK 1
reads 86M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook