noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Casos de Covid-19 desfiguram o Goiás no Brasileirão

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 178

Pin Jogo do Goiás contra o São Paulo foi adiado em cima da hora.
Jogo do Goiás contra o São Paulo foi adiado em cima da hora.

Casos de Covid-19 desfiguram o Goiás no Brasileirão

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 178

O Esmeraldino tem um time inteiro com desfalque, sendo que oito são parte do elenco titular.

Depois de ter a partida contra o São Paulo pelo primeira rodada do Campeonato Brasileiro adiada por conta do alto número de casos positivos para Covid-19, o Goiás corre contra o tempo para definir se embarca ou não para Curitiba, onde deve jogar com o Athletico-PR na quarta-feira.

O Esmeraldino foi pego de surpresa com nove resultados positivos para Covid-19 em seu elenco - o décimo voltou com contraprova negativa -, sendo oito destes em jogadores que seriam titulares contra o Tricolor paulista. A partida acabou sendo cancelada, em cima da hora, mas agora o Goiás visa os preparativos para a segunda rodada do Brasileirão, contra o Furacão. 

O clube já fretou um avião para a viagem, mas só vai embaraçar depois de receber os resultados dos novos testes realizados. O voo está marcado para a tarde da terça-feira (11) mas, caso os teste novamente sejam atrasados, a diretoria goianiense já se prepara para pedir novamente o adiamento da partida. A preocupação agora é que surjam novos casos positivos, uma vez que os atletas chegaram a se concentrar juntos antes dos resultados chegarem.

Além disso, os jogadores vetados do que seria a estreia do Esmeraldino no Brasileirão, seguem de fora para contra o Athletico, trazendo novamente um prejuízo técnico para o Goiás, que perdeu grande parte do seu time-base que seria utilizado no início do campeonato. O gestor de futebol do clube, Túlio Lustosa, porém, disse ao Globoesporte.com: "Acredito que não teremos problemas com a quantidade de jogadores disponíveis para o jogo contra o Athletico-PR".

Nesta segunda-feira (10), Rafael Moura, que já havia se identificado como um dos infectados, divulgou o nome dos outros em sua rede social tratam-se de: Sandro, Tadeu, David Duarte, Lucão do Break, Ratinho, Keko, Jefferson e Gilberto. Oito destes nove começaram o jogo contra o São Paulo. Estes nove, se juntam a outros dois atletas que já haviam sido diagnosticados em julho, totalizando um time inteiro sem condições de jogo.

Para o jogo contra o São Paulo, o Goiás chegou a montar uma escalação alternativa para o caso de ter que entrar em campo, porém sequer teria cinco jogadores no banco de reservas - número de substituições autorizadas para o Brasileirão -, inclusive sem um goleiro no banco.  Alguns atletas chegaram a ser convocados para a partida de última hora.

O cenário para o Goiás, assim, é incerto. Os protocolos da CBF não indicam o que deve ser feito caso um time tenha muitos caso de infecção por Covid-19 em seu elenco, sendo necessário que cada caso seja analisado pelo STJD - como aconteceu na partida cancelada -, porém isso pode gerar demoras na tomada decisão - justamente o que houve no domingo. 

No regulamento da CBF está previsto que cada time pode inscrever até 40 jogadores, até o dia 14 de agosto, dos quais só pode mudar oito até meados de setembro. A cartilha com os protocolos específicos da pandemia, no entanto, não aborda o tema de inscrição de novos atletas.

A partida contra o Athletico-PR está marcada para às 19h15 (de Brasília, da quarta-feira (12), na Arena da Baixada. Por ora, o duelo segue marcado normalmente e o jogo contra o São Paulo ainda não teve nova data estabelecida pela CBF.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 55K RANK 1
LEITURAS 152M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook