noscript image

Corinthians x Flamengo: Love revive amor como esperança de 'agredir o adversário'

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 1,081

Pin Corinthians x Flamengo: Love revive amor como esperança de 'agredir o adversário'
Corinthians x Flamengo: Love revive amor como esperança de 'agredir o adversário'

Corinthians x Flamengo: Love revive amor como esperança de 'agredir o adversário'

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 1,081

Em meio à má fase de Boselli, o ‘Artilheiro do Amor’ é a melhor opção para o ataque exatamente contra sua ex-equipe

Uma vitória, dois empates e uma derrota. O início do campeão paulista nestas quatro primeiras rodadas de Brasileirão é irregular. Contratado para ser o grande artilheiro do Corinthians em 2019, Boselli ainda não conseguiu se adaptar ao futebol praticado em nosso país: em 20 jogos, fez apenas dois gols.

No último sábado (11), a má fase do argentino ficou evidente no empate sem gols contra o Grêmio, pela terceira rodada do Brasileirão, dentro da Arena Corinthians. O camisa 17 voltou a ficar muito longe da área - deu apenas um toque na bola no setor, uma cabeçada defendida pelo goleiro Paulo Victor – e não deu o poder de agressão ofensivo necessário para bater o time visitante, ainda que fosse uma equipe do poderio do Grêmio.

Insatisfeito com a exibição do centroavante, como reconheceu após o jogo, Fábio Carille sacou Boselli e iniciou o segundo tempo com Vagner Love na referência do ataque. Apesar de ser o atacante mais velho do elenco, Love segue demonstrando uma energia incrível quando está em campo: é um jogador que consegue recuar em campo, ajudar na marcação na fase defensiva, ao mesmo tempo em que chega mais ao ataque. Neste último caso, a comparação com Boselli não deixa dúvidas.

Contra o Grêmio, Love quase marcou um golaço ao acertar um chute de fora da área, defendido com maestria por Paulo Victor, mas também criou oportunidades e chegou mais vezes na grande área: foram sete toques no setor, além de ter efetivamente feito mais para agredir – no sentido esportivo, não literal – o adversário: as suas duas finalizações foram na direção certa e ainda criou uma chance de gol (Boselli deu uma finalização e criou uma chance). Nestes últimos quatro jogos de Brasileirão, o brasileiro tem entregado mais do que o argentino. É algo comprovado  pelos números até aqui e pela reação dos torcedores quando Love entra em campo: a expectativa da Fiel é de que alguma coisa vai mudar, mesmo que seja aumentar a velocidade do jogo. Ou até mesmo um toque diferente, como o drible que deixou o zagueiro Pedro Geromel no chão antes do chute defendido pelo arqueiro gremista.

Nesta quarta-feira (15) o Corinthians recebe o Flamengo para o primeiro jogo das oitavas de final da Copa do Brasil. O momento de ‘mudar a chave’ das competições pode ser, também, o momento de colocar Love entre os titulares exatamente contra a sua ex-equipe: o Corinthians ganha no ataque. Já que Gustagol, que está em fase final de recuperação física, não entrará em campo, pode ser uma alternativa.

Apesar de ter aparecido para o futebol jogando pelo Palmeiras, no início da virada do século, Love tem grande identificação exatamente entre as camisas que se enfrentarão nesta quarta-feira (13): o amor pelo Flamengo é de infância, reforçado também por duas passagens marcadas por gols, mas sem títulos conquistados. Pelo Corinthians a relação é mais madura, e validada pelos seus maiores títulos conquistados no futebol brasileiro: o estadual deste 2019 e o Brasileirão de 2015. Um casamento que vem dando certo e que ganharia mais um motivo de festa se o Timão seguir adiante rumo ao único troféu nacional que falta para Love com o Alvinegro de São Paulo.

Em meio à ausência de Gustagol e à fase ruim de Boselli, Vagner Love já provou que hoje é a melhor escolha para aumentar a força do ataque corintiano.

DATAS DEFINIDAS!

Confira as datas dos confrontos de ida pelas oitavas de final.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 28K RANK 1
LEITURAS 93M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook