noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Dani Alves vai de capitão da Copa América a ignorado em nova convocação

BeSoccer por BeSoccer @besoccerPT - 0 1,321

Pin Aos 36 anos, Dani Alves perdeu espaço na seleção brasileira. EFE
Aos 36 anos, Dani Alves perdeu espaço na seleção brasileira. EFE

Dani Alves vai de capitão da Copa América a ignorado em nova convocação

BeSoccer por BeSoccer @besoccerPT - 0 1,321

Jogador do São Paulo, antes unanimidade, foi preterido por Danilo e Gabriel Menino para os próximos jogos da seleção brasileira.

Em 2019, Tite travava Dani Alves como uma unanimidade, mesmo com 36 anos do lateral na época. Titular e capitão da seleção brasileira na conquista da Copa América disputada no Brasil, o jogador foi eleito o melhor jogador da competição. Pouco mais de um ano se passou e hoje o camisa 10 do São Paulo é ignorado na convocação.

Nesta sexta-feira, 23 de outubro, a seleção brasileira foi convocada por Tite para os duelos contra Venezuela e Uruguai, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. Dani Alves foi preterido por Danilo, da Juventus, e por Gabriel Menino, jovem relevação do Palmeiras - chamado pela segunda vez consecutiva.

"No caso do Daniel, e todos aqueles que foram convocados anteriormente, ele é muito grande. E as pessoas sabem o quanto eu tenho de respeito", disse o treinador da seleção.

"O que há? Há uma competição de alto nível em grandes equipes, e os momentos são determinantes. Tu faz escolhas, abrindo sempre essa busca, esse acompanhamento, da melhor performance, das possibilidades de convocação", compeltou.

O momento de Daniel Alves no São Paulo realmente não é dos melhores. Atuando no meio de campo, o jogador tem sido muito cobrado pelas atuações abaixo do esperado, polêmicas fora de campo e pelas eliminações precoces do time no Paulistão e Libertadores. Como lateral, na partida contra o Grêmio, o camisa 10 também não jogou bem e foi muito criticado.

A mudança de posição, da lateral para o meio de campo, a princípio não preocupava Tite, que também garantia que Dani Alves era um exemplo para os jogadores mais jovens convocados para a seleção.

Após anos de Daniel Alves pela direita e Marcelo pela esquerda, as laterais da seleção brasileira começam a ganhar novas caras, renovação necessária para a Copa do Mundo de 2022. No entanto, chama atenção a mudança de status do jogador mais vencedor da história do futebol.

Se há um ano Dani Alves era imprescindível, hoje é somente uma das opções. Em 2020, o jogador até chegou a ser convocado na primeira lista, ainda em março. Porém, a pandemia impediu que a seleção se apresentasse naquela oportunidade e desde então são duas convocações sem o ex-capitão e mais de um ano sem vestir a amarelinha.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 59K RANK 1
LEITURAS 159M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook