noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

O raio-X do Flamengo para a final da Libertadores

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 839

Pin Departamento médico vazio, descontrole de Gabigol. Goal
Departamento médico vazio, descontrole de Gabigol. Goal

O raio-X do Flamengo para a final da Libertadores

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 839

Time rubro-negro terá todos os jogadores à disposição, e o destempero do camisa 9 se torna o maior problema de Jorge Jesus.

Adepto da filosofia de "força máxima" em todos os jogos, o técnico do Flamengo, Jorge Jesus, abriu uma exceção de olho na final da Copa Libertadores, às 17h (de Brasília) do próximo sábado (23), em Lima, e poupou quase todos os titulares contra o Grêmio, no último domingo (17), em Porto Alegre, pelo Campeonato Brasileiro. O comandante escalou apenas três jogadores considerados titulares e ainda assim conseguiu garantir uma importante vitória que deixou o Flamengo com uma mão na taça do Campeonato Brasileiro. 

Agora, Jorge Jesus focará 100% no River Plate, adversário da grande decisão continental. Diferentemente dos últimos dois meses, quando teve vários problemas de lesão, o treinador tem o departamento médico vazio e todos os jogadores à disposição para o confronto. Pablo Marí e Vitinho apresentaram dores musculares e ficaram fora contra o Grêmio, mas não preocupam para a final da Libertadores. 

ARRASCAETA DE VOLTA

Quem mais preocupava era Arrascaeta, que se recuperou recentemente de uma entorse no joelho e precisava de ritmo de jogo. Contra o Grêmio, foi escalado entre os titulares e voltou a iniciar uma partida após três jogos. O meia teve boa atuação e foi o melhor em campo. Comandou as jogadas ofensivas, deu bons passes e participou do lance que originou o pênalti que deu a vitória ao Flamengo. 

 

ALERTA COM GABIGOL

Se por um lado Jorge Jesus não tem problemas físicos na equipe, por outro ele se mostrou bastante preocupado com Gabigol. O atacante rubro-negro levou cartão vermelho e se tornou recordista também de advertências. Ele chegou a 19 cartões amarelos e dois vermelhos na temporada, números impensáveis para um atacante. 

Quando ficou suspenso da última vez e não encarou o Corinthians, Gabigol prometeu se controlar, mas não conseguiu. Diante do Tricolor gaúcho, ele ironizou uma decisão do árbitro mais de uma vez e foi expulso, deixando a equipe com menos um durante boa parte da segunda etapa. 

"Me preocupa. Ainda não consegui fazer ele emocionalmente um grande jogador como é tecnicamente e taticamente. Tem que ter equilíbrio. Mas ele é jovem ainda, tem tempo. É importante que os grandes jogadores sejam exemplos", declarou Jorge Jesus em entrevista coletiva após o jogo. 

LINHA DEFENSIVA

Na última partida antes de encarar o River Plate, Jorge Jesus optou por dar descanso à linha defensiva. Rafinha, Filipe Luís e Pablo Marí foram preservados e Rodrigo Caio entrou nos minutos finais apenas porque Thuler apresentou fortes câimbras e não pôde continuar em campo. 

Contra o Vasco, na partida anterior, a exigência foi muito alta e o Flamengo teve muitos problemas para acertar a marcação. Luxemburgo colocou os atacantes para jogar nas costas dos laterais, dando bastante trabalho ao time de Jesus, que apresentou algumas falhas no setor. E é exatamente isso que o treinador português precisa trabalhar nesta semana de olho no River. 

Atuando geralmente com a linha alta e com forte pressão na saída de bola, o Flamengo foca em não deixar espaços para os rápidos contra-ataques do time argentino. 

BeSoccer

BeSoccer

noticias 38K RANK 1
LEITURAS 120M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook