noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Liverpool sentiu muito a derrota para o São Paulo

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 252

Pin Derrota contra o São Paulo foi a mais dolorida do Liverpool em Mundiais. EFE
Derrota contra o São Paulo foi a mais dolorida do Liverpool em Mundiais. EFE

Liverpool sentiu muito a derrota para o São Paulo

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 252

Rafa Benítez e imprensa inglesa reclamaram muito, além de ter sido um choque de realidade para Gerrard, que dizia ver os Reds como "imbatíveis".

Mesmo tendo vencido cinco vezes a Liga dos Campeões da Europa, o Liverpool só foi conseguir conquistar o título Mundial de Clubes em 2019, quando bateu o Flamengo. O time de Merseyside perdeu para o Flamengo em 1981 e para o Independiente em 1984. Em 2005, a equipe inglesa foi batida pelo São Paulo e essa configurou a derrota mais dolorida por diversas razões.

Em primeiro lugar, existe a ideia de que os europeus pouco se importam com o Mundial. Isso pode até ser comprovado em edições anteriores, como, por exemplo, a de 1981. Nesse ano, o Liverpool, que contava com Kenny Dalglish e outras lendas britânicas, perdeu para o Flamengo de Zico e companhia. Em entrevista ao 'Globo Esporte', ex-jogadores dos Reds afirmaram que a diretoria do clube e a comissão técnica viam o torneio apenas como o cumprimento de tabela e pediram para os jogadores encararem como uma partida amistosa.

Mas a situação em 2005 era diferente. Aquele era um título que o Liverpool ainda não tinha e o clube vinha da conquista heroica e histórica da Champions League sobre o Milan, no chamado "Milagre de Istambul" e a ideia de expandir a marca para outros territórios já ganhava mais força, por isso, o Liverpool de Gerrard chegou ao Japão com uma missão clara: vencer o inédito Mundial.

Com a vitória fácil na semifinal sobre o Deportivo Saprissa, por 3 a 0, o Liverpool se encheu de esperança de que teria essa taça na sua galeria de troféus. Ao final da partida contra o Saprissa, o astro e capitão da equipe, Steven Gerrard falou algo que ficou marcado e deu uma motivação extra aos são-paulinos.

"Nós nos sentimos imbatíveis neste momento. A equipe está orgulhosa deste recorde. A defesa e o goleiro foram soberbos e todos têm trabalhado duro. É sempre bom quebrar recordes, mas o mais importante é vencer e evoluir. Não queremos apenas superar marcas, e sim conquistar troféus e acreditamos que podemos vencer o São Paulo na final. Viemos aqui para vencer e sabemos que será um jogo duro, porém, deixamos a Europa orgulhosa marcando alguns gols e sem sofrer nenhum", declarou Gerrard.

O São Paulo, por outro lado, sofreu para vencer o Al-Ittihad, da Arábia Saudita, por 3 a 2, na semifinal. Mas o time brasileiro teve muito tempo para se preparar para o objetivo final, que era o Liverpool e os comandados por Paulo Autuori estudaram os Reds por quase dois meses e meio, conforme revelou Amoroso, em live feita no Instagram da 'Goal Brasil'.

O resultado da partida todos já sabem: 1 a 0 para o São Paulo com gol de Mineiro e uma das mais impressionantes atuações de Rogério Ceni em sua carreira. O registro de Ceni, campeão e Bola de Ouro do campeonato cumprimentando Gerrard visivelmente abatido ao final da partida ilustra bem a frustração dos ingleses com mais um vice-campeonato.

A dor não ficou apenas nos jogadores. Ela se estendeu ao técnico Rafael Benítez, que reclamou de pelo menos um dos três gols legitimamente anulados naquele jogo. Em uma "conversa privada" com o ex-presidente da Fifa, Joseph Blatter, Benítez foi à mídia e se mostrou indignado: "Nós sabemos que um dos gol foi legítimo, claramente. Você não coloca um árbitro mexicano e um auxiliar canadense na final do Mundial", esbravejou o técnico espanhol, que voltaria a ser vice do Mundial para o Corinthians, quando comadava o Chelsea, em 2012.

O zagueiro Luis Garcia, endossou o coro de Benítez e declarou: "Nós nos sentimos roubados. Nós marcamos três vezes e um deles foi definitivamente gol. O árbitro estava claramente errado em algumas das suas decisões e nós estamos insatisfeitos com isso”.

 

BeSoccer

BeSoccer

noticias 50K RANK 1
LEITURAS 142M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook