noscript image

Difícil mas possível para os dragões

Priscila por Priscila @besoccer_es - 0 4,020

Pin O FC Porto venceu em Portimão num duelo muito disputado. Twitter@FCPorto
O FC Porto venceu em Portimão num duelo muito disputado. Twitter@FCPorto

Difícil mas possível para os dragões

Priscila por Priscila @besoccer_es - 0 4,020

O FC Porto visitou este sábado o Portimonense, num duelo difícil com uma equipa que costuma ser uma dor de cabeça, mas foi mais forte e conseguiu vencer por 3-0 e assim não perder a corrida na luta pelo título.

O FC Porto continua na luta pelo título e tal como o treinador dos dragões mencionou na conferência de imprensa esta "está a ser uma época à Porto". No jogo deste sábado não podia ser diferente e apesar das alterações, Conceição exigiu sempre o melhor nível aos seus pupilos. 

Do lado do Portimonense, dois velhos conhecidos dos azuis e brancos: o treinador, Folha e o avançado Jackson Martínez que regressou ao campeonato português esta época. 

O jogo começou e logo ao minuto 11' Folha tem uma dor de cabeça. Rúben Fernandes cai no relvado com um problema muscular e tem de ser substituido por Henrique.

Logo depois, o FC Porto, que entrou melhor no encontro, chega ao golo por intermédio de Brahimi. O argelino foi titular nas opções de Conceição e não desiludiu. Marega faz um passe atrasado a que Soares não chega mas aparece Brahimi sozinho e remata para o fundo da baliza de Ricardo Ferreira.

Estava feito o 0-1 a favor dos dragões mas o jogo ainda não estava perdido para os da casa. Lucas Fernandes, jogador emprestado pelo Santos, cobra um livre e obriga Casillas a esticar-se para a defesa. Na conversão do canto, pelo mesmo Lucas, Soares quase faz auto-golo ao cortar com a bola a bater no poste. 

As oportunidades surgiam de lado a lado e com oportunidades para ambos os lados. A velha máxima do atacas tu e depois ataco eu esteve bem presente ao longo de toda a primeira parte, com os guarda-redes a serem obrigados a muito trabalho. 

Na segunda metade, o FC Porto entrou melhor e Marega aos 49' obrigou Ricardo Ferreira a uma grande defesa. O jogo começou a disputar-se mais a meio campo e na sequência de uma dessas jogadas Corona acabou por sair com dores. 

Até aos 70 minutos as equipas procuravam criar perigo nas balizas rivais mas não conseguiam. Conceição pedia mais à sua equipa e começou a mexer. Trocou Soares pela velocidade de Fernando Andrade e esta troca teve frutos.

Aos 74' Alex Telles serve em profundidade Marega que aparecia na esquerda e este na cara de Ricardo Ferreira remata picado para o fundo da baliza do Portimonense e para o 0-2.

Os dragões estavam com uma vantagem confortável e tentavam controlar o encontro a meio campo mas Folha fez saltar Ruster que criou muito perigo à baliza de Casillas. 

Mas do outro lado, Bruno Costa, que fez a sua estreia na Liga esta temporada, também procurava o golo. Não o conseguiu marcar mas conseguiu converter um canto perfeito que culminou no terceiro golo dos dragões. 

Já no tempo de compensação, Herrera num ressalto depois de uma defesa para a frente de Ricardo Ferreira faz o 0-3. 

Os dragões venceram em Portimão num duelo muito disputado e que causou muitas dores de cabeça a Sérgio Conceição. O FC Porto foi mais forte e mais eficaz e leva para o Norte os três pontos que lhe dão a liderança à condição. 

Agora Marega, Alex Telles e companhia têm de esperar por um deslize do Benfica para poderem assumir-se líderes em definitivo. Enquanto isso, cumprem com a exigência de ter de vencer todos os encontros. 

Priscila

Priscila

noticias 1,150 RANK 7
LEITURAS 4M RANK 7
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook