noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

"Doeu um pouco quando Cristiano ganhou a quinta Bola de Ouro"

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 +11k

"Doeu um pouco quando Cristiano ganhou a quinta Bola de Ouro"

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 +11k

Em suas primeiras palavras ao 'France Football' após ganhar sua sexta Bola de Ouro, Leo Messi, confessou que sentiu quando Cristiano Ronaldo o igualou em 2017.

Embora ele sempre tenha vendido que os prêmios individuais não lhe interessam tanto, Leo Messi reconheceu o 'France Football' depois de ganhar a sexta Bola de Ouro um certo alívio por ser novamente o jogador com mais prêmios da história.

O jogador do Barcelona reconheceu que doeu quando Cristiano Ronaldo o igualou com cinco Bolas de Ouro em 2017. "Por um lado, eu gostava de ter cinco e ser o único. Quando Cristiano me igualou, admito que me doeu um pouco, porque eu já não estava sozinho no topo", confessou.

Messi insistiu, ao meio mencionado, que prefere títulos coletivos. "Mais uma vez, os títulos da equipe são os mais importantes, embora os indivíduais tenham grande valor. No que diz respeito à Bola de Ouro, cada um vive da sua maneira. É claro, no esporte de mais alto nível, a gente sempre quer ganhar", disse ele.

O argentino continuou em sua análise sobre o motivo pelo qual Cristiano Ronaldo o pegou. "Sim, entendo por que não ganhava. Não cumpriamos o objetivo de vencer a Liga dos Campeões e essa é a competição que oferece mais oportunidades para levar a Bola de Ouro. Quando Cristiano Ronaldo estava ganhando os troféus, era porque ele fazia boas temporadas e vencia a Liga dos Campeões, sendo também decisivo. Ele tinha méritos de ganhar a Bola de Ouro e eu não pude fazer nada", insistiu Leo.

Apesar de não vencer a Champions desde 2015, Messi continua rendendo em alto nível de maneira constante e se perguntou se o que ele fez em cada temporada foi suficiente para ser o melhor.

"Não sei se a Bola de Ouro é entregue ao melhor jogador ou ao que faz a melhor temporada. No final, cada um tem suas preferências. Alguns preferem Cristiano, outros preferem eu, Neymar ou Mbappé. Cada um escolhe o que mais gosta", disse o 'albiceleste'.

Para concluir, Messi refletiu sobre sua longa carreira: "Foi ótimo ganhar a Bola de Ouro quatro anos seguidos e agora fazê-lo dez anos após o primeiro, o que fala sobre a longevidade da minha carreira. É difícil ser competitivo por dez anos, mas tive a oportunidade de fazê-lo e esta Bola de Ouro confirma que continuo sendo um dos melhores jogadores do mundo".

BeSoccer

BeSoccer

noticias 38K RANK 1
LEITURAS 120M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook