noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Domènec diz: "quando o Flamengo te chama não pode dizer não"

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 447

Pin Em apresentação, Domènec se derrete pelo Flamengo. EFE
Em apresentação, Domènec se derrete pelo Flamengo. EFE

Domènec diz: "quando o Flamengo te chama não pode dizer não"

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 447

Treinador desembarcou no Rio de Janeiro nesta segunda e já foi ao Ninho do Urubu conhecer o elenco e a estrutura do clube.

Domènec Torrent desembarcou no Rio de Janeiro no início da manhã desta segunda-feira (03). Sem perder tempo, o treinador chegou ao Ninho do Urubu por volta das 12h e concedeu entrevista coletiva remota. No bate papo virtual, o treinador revelou que tinha várias ofertas da Europa e da América, mas escolheu o Rubro-Negro. 

"Eu tinha várias ofertas na Europa e na América. Mas quando me falaram sobre o possível interesse do Flamengo eu disse, para tudo. Quando o Flamengo te chama não pode dizer não. Não sei se o Brasil sabe o quanto o Flamengo é respeitado na Europa". 

Abaixo, confira os principais trechos da coletiva do treinador: 

CONTRATAÇÕES

"Isso não decide o treinador, decide o presidente, Marcos, Bruno. Quando falarem comigo sobre contratações eu posso ajudar, quando eles falarem sobre novos nomes serão bem vindos aqui no Flamengo. Os grandes clubes sempre têm que ficar atentos".

PROJETO DE ANOS NO CLUBE

"Eu quero que o Flamengo tenha um estilo muito próprio, eu gostaria de ficar muitos anos aqui no Rio com o Flamengo. E isso quer dizer que ganhamos títulos pelo clube, que os dirigentes, torcida e eu estamos muito felizes. Não estou aqui para chegar um ano e sair".

TREINADORES BRASILEIROS

"Eu respeito muito os técnicos brasileiros. Acredito que o treinador europeu pode acrescentar coisas diferentes, eu venho para somar. O treinador brasileiro é respeitado fora daqui, Felipão, o Luxemburgo no Real Madrid. Isso não é uma luta. Todo técnico tem suas ideias".

RAFINHA

"Rafinha foi muito importante no Bayern, na Alemanha. Fazem 4 anos que não falo com ele, mas tenho muito respeito profissionalmente, o que ele demonstrou na Alemanha é que é um ganhador. Ele é muito respeitado na Europa. Estou ansioso para trabalhar com ele novamente".

BeSoccer

BeSoccer

noticias 55K RANK 1
LEITURAS 152M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook