noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Dragão ferido, mas não abatido

Pin Dragão ferido, mas não abatido. Twitter @FCPorto
Dragão ferido, mas não abatido. Twitter @FCPorto

Dragão ferido, mas não abatido

O Porto foi até a Alemanha enfrentar o Bayer Leverkusen, e saiu das terras germânicas com um resultado interessante. Precisa vencer em casa para avançar na competição, nada tão impossível para o time de Sergio Conceição.

O Porto vem provando jogo após jogo que consegue superar os desafios mais complicados. Quando todo mundo dava o título de Campeão Português ao Benfica, os dragões venceram o clássico e 'reabriram' o campeonato. 

Na Europa League não será diferente. Os lusos foram até Leverkusen enfrentar o bom time do Bayer e saíram de lá com uma derrota que para muitos poderia ser um resultado ruim, mas não é bem assim. 

É bem verdade que os donos da casa dominaram a partida durante vários minutos, sufocando a equipe portuguesa, acuada em seu campo de defesa e com muitas dificuldades de sair de lá. 

Aos 16', Havertz recebeu o cruzamento e desviou acertando em cheio o travessão de Marchesín! Na volta, Demirbay bateu, mas Alex Telles se jogou na bola para afastar o perigo!

Pouco mais de dez minutos depois, o Bayer abriu o placar. Bender fez o cruzamento, Demirbay raspou de cabeça e Alario apareceu na segunda trave para empurrar para as redes. O VAR ainda checou o lance, mas validou a jogada. 

A primeira boa chegada do Porto veio somente aos 42 minutos, quando Uribe bateu de fora da área com muito estilo, uma pancada! O goleiro do Bayer teve que voar para espalmar e mandar a bola para escanteio. 

No segundo tempo os portugueses mostraram sinais de melhoria e passaram a levar perigo ao gol de Hradecky. Quando os visitantes cresciam na partida, o Leverkusen marcou o seu segundo gol.

Aranguiz lançou Volland, que balançou para cima de Manafá até ser derrubado dentro da área. Pênalti! Havertz bateu de forma patética e Marchesín fez a defesa, no entanto, o VAR entrou em ação e mandou a cobrança ser repetida porque o goleiro argentino havia se adiantado. Outra vez Havertz foi para a cobrança, agora no cantinho, firme, sem chances para o goleiro.

O terceiro não saiu graças a nova interveção de Marchesín. Contra-ataque de manual puxado por Havertz, que tocou para Amini bater e obrigar o goleiro argentino a fazer uma bonita defesa. 

O Porto conseguiu descontar aos 72', Alex Telles cobrou a falta, Zé Luís cabeceou e Hradecky fez a defesa, no rebote Díaz empurrou para as redes, diminuindo a vantagem alemã. 

E foi só! O time de Leverkusen joga pelo empate em terras portuguesas, já o Porto precisa vencer em seus domínios para garantir a vaga na próxima fase da competição. 

As duas equipes voltam a duelar na próxima quinta-feira (27), no Estádio do Dragão, em Portugal. Antes disso os lusos recebem o Portimonense pelo Campeonato Português, enquanto o Leverkusen recebe o Augsburg pela Bundesliga. 

Rafael Alexandre Coelho

Rafael Alexandre Coelho

noticias 515 RANK 9
LEITURAS 2M RANK 9
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook