noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

"Esta paralisação me dá forças para prolongar minha carreira"

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 257

Pin Iniesta dá uma longa e interessante entrevista. VisselKobe
Iniesta dá uma longa e interessante entrevista. VisselKobe

"Esta paralisação me dá forças para prolongar minha carreira"

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 257

Ninguém quer saber o dia em que Iniesta pendurará as chuteiras. A parte mais positiva dessa paralisação é que ela o ajudou a reunir forças para estender sua carreira. Este e muitos outros tópicos foram tocados pelo meia do Vissel Kobe em uma extensa entrevista no 'Marca'.

Andrés Iniesta tem sido visto pelas redes sociais incentivando, ajudando ou desafiando durante os dias de confinamento. O jogador de futebol aproveita ao máximo estar em casa, onde joga, treina, se diverte e pensa no futuro.

"Passamos por algumas semanas esquisitas e estou ansioso pela passagem dos dias para que tudo melhore. Temos um plano individual e, por videoconferência, fazemos sessões principais. Mantemos a forma colaborando com a família ou fazendo 'tik toks'", ele começou na entrevista ao portal 'Marca'.

O jogador espanhol opinou sobre os danos colaterais que a pandemia deixará, porque o amanhã não será como ontem: "Haverá muitas conotações em todos os sentidos e amanhã não será o mesmo que ontem. Mas sempre extraímos força do mal e isso nos ensinará muitas coisas".

Passando por suas dificuldades nos primeiros passos no Barça, Iniesta falou sobre a demissão de Ernesto Valverde, apoiada por alguns e criticada por outros.

"Certamente os resultados marcariam a opinião. Se o Barça conseguir títulos, ninguém dirá que essa demissão foi prematura. E se der errado, muitos vão lembrar que foi. Claramente, é uma decisão difícil para o clube, mas entendemos que sempre são tomadas pelo clube e para o clube. Sobre Bartomeu, nas próximas eleições, o sócio e o povo dirão se estão felizes com tudo o que aconteceu ou não", continuou.

Quanto ao Barça de Setién, o meio-campista não quis avaliar muito os primeiros meses do técnico da Cantábria: "O técnico tem ideias claras sobre o que deseja dos jogadores. É cedo para dizer se alcançou ou não seu objetivo. Com o passar do tempo, será possível avaliar".

No lado pessoal, Iniesta acredita que jogadores como Griezmann acabarão triunfando e ganhando espaço por causa do grande talento que têm. "Parece-me bom que o Barça esteja atento a todo o mercado", afirmou.

Esta paralisação me dá forças para prolongar minha carreira

Seu futuro e sua vida no Japão
Quanto à sua situação atual, Iniesta vive muito feliz no Japão. "Estamos felizes e também por termos terminado a conquista da Copa no ano passado e começamos a disputar a Supertaça. Sinto falta de David Villa. Estamos muito confortáveis ​​aqui, mas agora tivemos que viver essa experiência estranha. Não nos falta nada e desfrutamos como família", explicou.

Iniesta falou o que todo mundo quer ouvir e tem a ver com o momento da aposentadoria: "Queremos jogar de novo. Essa paralisação me dá forças para prolongar minha carreira profissional, mas agora tudo em que pensamos é passar por essa situação tão complicada que estamos enfrentando. O futebol foi relegado a segundo plano".

Para concluir, Iniesta não descarta retirar a licença de treinador. De fato, em poucas palavras para 'EFE', ele não descartou a possibilidade de chegar um dia ao Barcelona e fazê-lo ao lado de Xavi.

"A ideia ainda existe, mas até eu sair do futebol será complicado. Temos em mente a ideia do jogo que ele quer, que é o que sempre vivi no mesmo clube. Ainda há muito tempo para sentar em um banco. No momento é hora de esperar. Xavi me incentivou a tentar como treinador, se for o que eu realmente quiser. Estou feliz com a forma como ele está enfrentando essa nova etapa e converso muito com ele. Gostaria de estar sempre ligado ao futebol", afirmou.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 51K RANK 1
LEITURAS 142M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook