noscript image

Firmino, David Neres e cia... Sem Neymar, Brasil brilha na Champions com "coadjuvantes"

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 1 4,100

Pin Sem Neymar, Brasil brilha na UCL com 'coadjuvantes'
Sem Neymar, Brasil brilha na UCL com 'coadjuvantes'

Firmino, David Neres e cia... Sem Neymar, Brasil brilha na Champions com "coadjuvantes"

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 1 4,100

Os jogadores brasileiro de ataque tiveram destaque nestas quartas de final da competição europeia por Ajax, Liverpool, Barcelona e Tottenham

Quando ainda estava no Barcelona, Neymar era o grande protagonista brasileiro na Champions League. Foi campeão em 2015, fazendo o gol do título sobre a Juventus, e dois anos depois conduziu a virada épica dos catalães sobre o Paris Saint-Germain, ainda nas oitavas de final. Mas a vontade de “sair da sombra de Messi” fez com que aceitasse os € 222 milhões do PSG para deixar o Camp Nou.

Desde então, o protagonista brasileiro no futebol europeu sumiu nas fases avançadas do principal torneio de clubes do mundo. Em suas duas temporadas com o PSG, teve sua caminhada abreviada ainda nas oitavas de final por causa de lesões no osso do quinto metatarso do pé direito. Mas os seus compatriotas vêm desempenhando um bom papel, embora não tenham toda a repercussão gerada pelo camisa 10 da Seleção.

Nesta rodada de quartas de final da Champions League, por exemplo, os brasileiros que atuam do meio para o ataque foram decisivos para que Ajax, Barcelona e Liverpool avançassem às semifinais. Até mesmo Lucas Moura, único brasuca do Tottenham, participou em lances decisivos para a épica classificação dos londrinos.

Lucas Moura

Comecemos pelo próprio Lucas, que teve entrega absoluta nas partidas contra o Manchester City. No jogo de ida, teve que substituir simplesmente o artilheiro Harry Kane – que deixou o campo lesionado no segundo tempo. O ex-São Paulo não decidiu tanto no primeiro embate, mas escalado como titular no duelo de volta participou no lance do primeiro gol marcado por Son. Além disso, teve boa participação nos passes e também nas disputas defensivas contra os Citizens. No final da noite, mesmo com a derrota por 4 a 3, pôde comemorar a classificação para a semifinal.

David Neres

O novo xodó dos brasileiros que acompanham o futebol europeu foi decisivo para ajudar em outra classificação épica: a do Ajax sobre a poderosa Juventus de Cristiano Ronaldo. David Neres, assim como Lucas Moura um ex-jogador do São Paulo, teve mais trabalhos de movimentação no jogo de volta, que terminou em vitória por 2 a 1 dos holandeses. Entretanto, a vaga foi sacramentada também graças ao golaço marcado pelo jovem ponta-esquerda, que decidiu com um golaço no 1 a 1 da ida.

Philippe Coutinho

Escalado na extrema esquerda do Barcelona, Coutinho sabia que precisava dar uma resposta em meio a exibições aquém do esperado desde o final de 2018. Em Manchester, no duelo de ida contra o United, não fez muita coisa e viu o seu time sair com uma vitória por 1 a 0 graças ao gol contra de Luke Shaw. Na partida decisiva, entretanto, só não brilhou tanto quanto Messi – o que, convenhamos, está longe de ser uma vergonha. Lembrando os seus melhores momentos, jogador revelado pelo Vasco da Gama acertou um belíssimo chute de longa distância no ângulo de David De Gea.

Roberto Firmino

Há tempos, o melhor atacante brasileiro atuando no futebol europeu. E voltou a demonstrar isso nestas quartas de final. Nenhum outro atacante decidiu mais: o camisa 9 deu assistência e fez gol nos 2 a 0 sobre o Porto em Anfield e, nesta quarta-feira (17), deu ainda mais tranquilidade aos Reds ao fazer o 3 a 1 pouco depois de os portugueses terem diminuído. Sem jamais ter a classificação ameaçada, a equipe inglesa bateu os lusos por 4 a 1 em pleno Estádio do Dragão.

Nenhum destes extremos (ou pontas, como também podem ser chamados), meias ou atacantes é protagonista absoluto de suas equipes. E nem precisam ser, uma vez que o importante é o funcionamento em conjunto. Cada um destes times tem a sua realidade, mas se por aqui é cobrado um protagonismo maior além de Neymar na Europa, os atletas mais avançados que temos fizeram bonito nesta rodada de Champions League. Não faltaria clube grande que gostaria de contar com estes “coadjuvantes”.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 28K RANK 1
LEITURAS 94M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook