noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

"Fui acusado de querer vender Messi para cobrir as dívidas"

BeSoccer por BeSoccer @besoccerPT - 0 9,918

Pin Bartomeu fala em coletiva de imprensa. Captura/BarçaTV
Bartomeu fala em coletiva de imprensa. Captura/BarçaTV

"Fui acusado de querer vender Messi para cobrir as dívidas"

BeSoccer por BeSoccer @besoccerPT - 0 9,918

Josep Maria Bartomeu falou em coletiva de imprensa do Camp Nou para falar sobre a reunião mantida pelos protocolos do voto de censura. Nela, o presidente do Barcelona defendeu sua gestão e lamentou que criticassem sua postura no 'caso Messi'.

A diretoria do Barcelona se reuniu nesta segunda-feira com representantes da Generalitat de Catalunya para discutir os protocolos para o voto de censura, que os catalães querem adiar 15 dias. Depois dela, o presidente Josep Maria Bartomeu conversou com a imprensa e fez uma defesa sobre sua gestão à frente do clube.

Um dos pontos que tocou foi a possível saída de Messi no verão. Bartomeu lamentou que a sua posição tenha sido criticada naquela altura: "O melhor para o Barça foi a continuidade do melhor jogador do mundo e da história. Messi tinha um contrato em vigor, a sua cláusula para rescindir tinha expirado. Fui acusado de querer forçar uma transferência por razões econômicas para saldar as dívidas, mas não".

"Eu e o conselho aceitamos a erosão que aconteceria se Messi fosse para um de nossos rivais. Com Messi e os jovens talentos, estou convencido de que Koeman será capaz de recuperar a ilusão dos torcedores do Barça. Aceitamos o desgaste", disse o líder do Barça.

A demissão nunca me passou pela cabeça. Para o Barcelona, ​​para o nosso clube, para nós, gera mais entusiasmo que Messi ainda esteja aqui e é a melhor decisão. É o melhor para todos, também para ele. Com a equipe que há, o treinador e os novos jogadores, estamos construindo um time para o presente e para o futuro. Vimos bons jogos e o entusiasmo e a vontade estão aí. Quando terminar a temporada estou certo que teremos conquistado algum título", insistiu. E concluiu: "Espero que seja profissional. Todos queremos que Messi se aposente no Camp Nou".

Outra questão pendente é a redução salarial. Neste sentido, começou por refletir sobre a situação econômica 'culé': “O Barça está sofrendo as consequências da pandemia como todos os clubes da Europa com diversidade nos nossos rendimentos. Não podemos depender apenas dos direitos da televisão. As consequências da pandemia temos que enfrentar e temos que garantir a sustentabilidade econômica dessa entidade, que garante nossa independência dos poderes político, econômico e midiático”.

“Graças ao esforço de todos os níveis do clube, conseguimos compensar 200 milhões de despesas até o prejuízo chegar a 97 milhões. Mas ainda não temos gente no estádio ou no museu, e sem muitos outros meios de renda. Tivemos que reduzir despesas comprometidas como salários, por isso tentamos melhorar a equipe e diminuir a massa salarial”, acrescentou.

“Desde agosto propomos reajustes salariais provisórios aos jogadores. Será pago com base na receita do clube. Agradeço a todos os atletas pelo entendimento da situação do clube, mas no dia seguinte ao fechamento do mercado tivemos que negociar com aqueles que não aceitaram tal redução", continuou.

Nesse sentido, Bartomeu mandou uma indireta aos jogadores, que inicialmente criticaram o fato de terem sido colocados na mesma mesa de negociações dos demais funcionários do clube: “Iniciamos um plano para negociar essas decisões com os trabalhadores e levando em consideração suas peculiaridades, pois o pessoal do escritório e os jogadores são grupos distintos”.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 59K RANK 1
LEITURAS 159M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook