noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Inter tem histórico de “desperdiçar talentos”. Gabigol é o próximo?

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 907

Pin Gabigol pode ser vítima do Inter. GOAL
Gabigol pode ser vítima do Inter. GOAL

Inter tem histórico de “desperdiçar talentos”. Gabigol é o próximo?

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 907

O clube italiano já vendeu nomes como Seedorf, Roberto Carlos e outros antes deles atingirem o auge.

Gabigol chegou á Internazionale de Milão, em 2016, repleto de expectativa. Mas não deu certo na Itália e o clube Nerazzurri não pensa mais em ficar com o atacante, contratado por cerca de 25 milhões de euros na época.

Depois de um empréstimo também sem sucesso pelo Benfica, o atacante voltou a reencontrar a boa fase no Santos, em 2018, mas foi nesta temporada 2019, no Flamengo, que viveu seu auge. A situação envolvendo seu futuro é indefinida, mas a certeza é que a Inter de Milão não pensa em ficar com o brasileiro - que também já disse que não irá se reapresentar ao clube em janeiro de 2020.

Ninguém sabe as respostas que o futuro guarda, mas o passado da Internazionale mostra uma certa afobação na hora de negociar jogadores contratados e que, só depois, longe do clube, viveriam o ápice de suas carreiras. Confira a lista abaixo!

Fabio Cannavaro

Revelado pelo Napoli e nome de sucesso no Parma dos anos 90, o zagueiro foi contratado pela Internazionale em 2002. Mas não teve sucesso: ficou duas temporadas em Milão até ser vendido para a Juventus. Em 2006, fez uma Copa do Mundo praticamente perfeita e capitaneou a Itália até o título - naquele ano seria eleito o melhor jogador do planeta. Depois, ainda teve passagem pelo Real Madrid.

Roberto Carlos

Após ter feito parte do espetacular Palmeiras da era Parmalat, bicampeão brasileiro, o lateral-esquerdo foi vendido para a Inter de Milão. Na Itália fez apenas uma temporada e, após desentendimentos com o técnico Roy Hodgson (que queria escalá-lo no ataque), o brasileiro acertou sua ida para o Real Madrid – onde fez história como um dos maiores de sua posição.

Clarence Seedorf

Quando chegou à Inter de Milão, Seedorf já havia sido campeão da Champions League por Ajax e Real Madrid. Mas não deu certo de azul e preto em três temporadas. Acabou acertando com o Milan, arquirrival da Internazionale, onde teve a sua melhor passagem e voltou a levantar a taça europeia.

Bennis Bergkamp

Outro holandês revelado pelo Ajax e reconhecido por sua habilidade, Bergkamp ficou na Itália por dois anos decepcionantes até trocar o estádio de San Siro pelo Arsenal – onde virou um dos maiores ídolos da história do clube inglês.

Andrea Pirlo

Torcedor fanático da Internazionale quando criança, Pirlo realizou o sonho de ser jogador Nerazzurri em 1998. Passou por empréstimos e não teve sucesso no time de coração. Acabou virando ídolo e enfileirou títulos justamente pelo Milan. Foi campeão mundial em 2006 com a seleção italiana e ainda teria passagem marcante pela Juventus.

Philippe Coutinho

O brasileiro foi contratado junto ao Vasco por 3,8 milhões de euros, mas a partir de sua chegada, em 2010, não conseguiu espaço e passou por empréstimos. Teve grande sucesso no Liverpool, que o comprou por cerca de 9 milhões em 2013. Coutinho acabou sendo vendido por 120 milhões para o Barcelona. Ainda que não tenha sido protagonista em título marcante, rendeu uma bela quantia... que não foi para a Inter.

Outros nomes: Mikael Silvestre, Matthias Sammer, Robbie Kane, Kanu.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 40K RANK 1
LEITURAS 126M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook