noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Gabigol "touro" e o peso de Bruno Henrique: Jair Ventura relembra trabalho com dupla no Santos

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 128

Pin Gabigol 'touro' e o peso de Bruno Henrique: Jair Ventura relembra trabalho com dupla no Santos
Gabigol 'touro' e o peso de Bruno Henrique: Jair Ventura relembra trabalho com dupla no Santos

Gabigol "touro" e o peso de Bruno Henrique: Jair Ventura relembra trabalho com dupla no Santos

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 128

Ainda com o mérito de ter descoberto Rodrygo, o treinador fala sobre sua passagem pelo Peixe

O treinador Jair Ventura participou de uma live no Instagram da Goal e lembrou do período que treinou o Santos, em 2018, quando trabalhou com Gabigol, Bruno Henrique e Rodrygo, logo após o clube perder jogadores importantes como Ricardo Oliveira e Lucas Lima.

Jair foi o comandante de Gabigol em sua segunda passagem pelo Peixe, quando estava emprestado pela Inter de Milão. Ele lembrou que ligou para o atacante antes de a negociação se concretizar. Na conversa, o treinador lembra da vontade de gabriel de retornar à Vila Belmiro "Professor, eu quero voltar, quero ser feliz". 

Jair, lembra ainda sobre a ideia de colocar Gabigol como seu centroavante: "Eu disse 'Gabriel, quero te usar de 9. Estou precisando de um 9 e você tem característica, tem habilidade, tem força' e ele respondeu 'Pô, professor, eu estou querendo ficar mais próximo da área", algo que o treinador avalia como muito bom. 

Considerado por Jair como um touro, Gabigol fez desta uma boa passagem pelo Santos, mas o treinador acredita que poderia ter sido melhor. A parceria de sucesso que ele vive com Bruno Henrique no Flamengo aconteceu também no Santos, mas a lesão no olho logo na estreia do Santos afastou o camisa 27 dos gramados por 7 meses e interrompeu o que poderia ter sido mais um sucesso dos dois juntos.

Jair elogiou muito os treinos de Bruno Henrique, ressaltando a velocidade e o drible do jogador, dizendo que todos davam risadas com ele. Assim, o treinador lamentou muito a lesão que afastou o atacante da equipe: "Ele é muito diferente, com certeza ele ia ter nos ajudado ainda mais". 

Mas a perda do atacante também rendeu coisas boa ao Santos. Como o próprio Jair disse ele tem o costume de lançar jovens ao futebol e, sem Bruno Henrique, foi isso mesmo que ele fez. Buscando um substituto, o treinador se voltou à base do Peixe, onde achou Rodrygo. 

"Eu perco o Bruno na minha estreia, a gente perde um dos principais jogadores. A gente acha o Rodrygo, um menino super promissor. A gente vai botando ele de maneira gradativa até ele ser titular, fazer o gol mais jovem da Libertadores e em 22 jogos ele já tinha sido vendido para o Real Madrid", lembra Jair. 

O treinador colocou o jovem atacante como um jogador completo, como ele conta ter dito a Tite, treinador da seleção brasileira. "Ele pode jogar de camisa 10, pode jogar de lado, não vai ser um 9 referência, mas pode jogar como um falso 9". Jair ainda colocou Rodrygo, junto à Gabigol e Bruno Henrique, como um jogador acima da média, que despertam admiração até mesmo de outros jogadores.

A passagem de Jair pela Vila Belmiro durou 37 jogos, dos quais 14 ele saiu com a vitória. Depois de treinar o Peixe, no mesmo ano, ele foi contratado pelo rival Corinthians, onde ficou até o final do ano.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 50K RANK 1
LEITURAS 142M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook