noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Goleada empurra decisão para a última jornada

Priscila por Priscila @besoccer_es - 0 1,362

Pin O FC Porto goleou o Nacional e empurra a decisão do campeonato. Twitter@ligaportugal
O FC Porto goleou o Nacional e empurra a decisão do campeonato. Twitter@ligaportugal

Goleada empurra decisão para a última jornada

Priscila por Priscila @besoccer_es - 0 1,362

O FC Porto viajou para a Madeira para enfrentar um jogo de nervos. Em caso de derrota, os dragões davam a hipótese ao rival Benfica de garantirem o primeiro lugar este fim-de-semana. Por outro lado, os insulares sofriam para não descer. Mas o domínio azul e branco ficou estampado no marcador (0-4) e que definiu o adeus do Nacional à primeira divisão portuguesa.

Era um jogo de nervos e que podia definir o rumo do campeonato para ambas as equipas. Tanto os de Costinha como os de Sérgio Conceição precisavam da vitória para poderem continuar na luta pelas suas ambições. 

Os dragões sem o seu capitão, Herrera, precisavam da vitória para poderem darem um chuto nas decisões para a última jornada, do outro lado, os insulares precisavam da vitória para garantirem pelo menos a hipótese de se salvarem. 

Ambos eram segundos mas em diferentes pontos da tabela e os três pontos eram ambicionados por ambos mas o FC Porto mostrou desde cedo a sua superioridade. 

Logo aos 6' Otávio chegou a assustar na resposta a um canto mas a bola não tomou a direção certa e passou ao lado do poste da baliza do Nacional. 

Apesar de tardar um pouco mais, os sustos acabaram por dar frutos bem cedo. Ainda antes do quarto de hora, Alex Telles converteu um livre e inaugurou o marcador com uma defesa impossível para Daniel Guimarães. 

Os dragões começavam bem mas Conceição sabia que era necessário ampliar a vantagem e puxava pelos seus jogadores. 

E não tardou o segundo golo dos dragões. Aos 28' Óliver Torres, o "substituto" de Herrera, faz uma jogada bonita e assina o 0-2. Corona recupera a bola e faz um passe de calcanhar para o espanhol que deixa vários rivais para trás e na área remata para o fundo da baliza de Daniel Guimarães. 

O Nacional tentava crescer no jogo e era Riascos quem causava mais dores de cabeça à defesa portista. O colombiano, aos 40', conseguiu deixar Manafá para trás e ganhar espaço para o remate à baliza de Vaná que estava muito atento e segurou. 

Aos 44' foi a vez de Marega tentar a sua sorte e obrigou Daniel Guimarães a empenhar-se. O maliano recebeu, rodou e de longe da área rematou muito forte, obrigando o guarda-redes a voar para uma grande defesa e evitar o terceiro dos dragões. 

No minuto seguinte, Marega ainda conseguiu chegar ao golo depois de um grande passe de Alex Telles, mas tento anulado porque já tinha sido assinalado fora de jogo a Tiquinho Soares na jogada anterior e que deu origem à troca de passes entre o lateral e o avançado.

Depois do intervalo, os dragões não descansavam e Corona obrigou Daniel Guimarães a intervir. E aos 59', o mexicano conseguiu mesmo chegar ao golo. Marega ganhou na linha de fundo e cruzou para a área. Daniel Guimarães ainda tentou afastar mas Corona apareceu e com uma acrobacia faz o terceiro dos dragões.

Aos 62' foi a vez de Marega tentar a sua sorte. O maliano conseguiu deixar a defesa insular para trás mas na cara de Daniel Guimarães acabou por rematar ao lado. 

Aos 69 minutos, Carlos Xistra assinalou grande penalidade a favor do Nacional por falta de Felipe sobre Riascos. Na análise, o VAR pediu ao árbitro para observar as imagens do duelo entre os dois jogadores. Depois disso, o penálti acabou por ser revertido porque Xistra considerou que não existiu nenhum toque, acabando por mostrar a cartolina amarela ao jogador dos insulares. 

Depois de sofrer três golos, os da casa ainda tentavam surpreender mas sempre com pouca mira. Rochez aproveita uma perda de bola de Danilo, vira-se para a baliza e remata, mas o esférico nem seguiu em direção à baliza de Vaná. 

Antes do final do encontro, o FC Porto ainda conseguiu chegar ao quarto golo. Carlos Xistra assinala mão da defesa insular na área e concede grande penalidade a favor dos dragões. Marega é chamado a converter e com um tiro potente transforma o resultado final em goleada. 

O FC Porto goleou e garante a luta pelo título na última jornada do campeonato. Os azuis e brancos despedem-se do campeonato no Estádio do Dragão com um Clássico frente ao Sporting, na próxima jornada. Apesar de serem obrigados a vencer sempre, os de Ségio Conceição precisam de esperar um desaire do rival Benfica para poderem assim sonhar com a revalidação do título. 

Com a derrota, os insulares não conseguem manter-se na luta pela manutenção e são a segunda confirmação nas despromoções. Chega ao fim o sonho do Nacional da Madeira de se manter na divisão de élite do futebol português apenas um ano depois do regresso. 

É o tudo por tudo no campeonato português que será decidido apenas no último suspiro... 

Priscila

Priscila

noticias 1,296 RANK 7
LEITURAS 5M RANK 7
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook