noscript image

"Gosto muito deste clube e aqui estou"

Priscila por Priscila @besoccer_es - 4 +26k

Pin Zidane assegurou estar feliz com o regresso. Captura/RMTV
Zidane assegurou estar feliz com o regresso. Captura/RMTV

"Gosto muito deste clube e aqui estou"

Priscila por Priscila @besoccer_es - 4 +26k

Zinedine Zidane foi apresentado esta segunda-feira a partir das 20:00 na sala de imprensa do Santiago Bernabéu e atendeu aos meios como a sua primeira comparência pública na segunda etapa como técnico do Real Madrid.

O francês, cujo regresso à entidade "blanca" chegou depois da rescisão do contrato de Samtiago Solari, assinou contrato até 2022. O anúncio foi publicado pela equipa blanca por volta das 18:20 e pouco mais de uma hora e meia depois apresentou-se na sala de imprensa "merengue" para pronunciar as suas primeiras palavras no seu regresso. 

Zidane falou depois de Florentino, que se apresentou previamente para destacar a "ambição e a ilusão" do novo técnico. "Querido "Zizou", a tua paixão por este clube volta a juntar-te connosco numa relação que já é eterna para ambos desde 2001. Se voltas a estar aqui connosco é porque amas este escudo. Quando te propusemos há cinco dias o teu regresso puseste na frente o teu amor ao clube", assegurou. 

O técnico assegurou estar muito feliz "por regressar a casa" numa comparência muito breve antes de começarem as perguntas: "Estou muito contente por estar aqui e tenho muita vontade de trabalhar e colocar este clube onde tem que estar. O mais importante para mim é começar a treinar amanhã". 

"As sensações são boas porque estou contente de voltar. Tão pouco fui muito longe, porque vivo aqui. Estou muito feliz de estar de novo com este clube e com este plantel", foi a resposta quando questionado sobre as suas sensações neste momento. 

"Sai do clube porque acredito que precisava tanto eu como o clube de uma mudança depois de ganhar tudo. Para mim era necessário mudar, mas tomei a decisõ de regressar porque o presidente me ligou e, como gosto muito do Florentino e deste clube, aqui estou. Depois de oito meses, tenho vontade de voltar a treinar, mas acredito que tomei a decisão para o bem de todos. Não sai porque queria, sai porque pensei que ambos necessitávamos de mudar algo. Ganhamos a Champions League mas também tivemos erros durante a temporada", assegurou. 

"A ilusão que tenho ninguém me vai tirar. Vou colocar tudo o que tenho dentro para fazer com que a equipa melhore. Lembro-me muito das coisas boas mas também das coisas más. Temos que ter todas em conta. Tive ofertas de outras equipas mas tomei a decisão correta. Nem as ouvi já que poderia regressar", explicou. 

Também falou sobre as mudanças do próximo ano: "Temos que fazer bastantes mudanças mas agora restam-nos onze jogos e o que nos falta é terminar bem. Temos muito tempo para preparar tudo. O que digo é que gosto muito deste clube e aqui estou". 

Zidane foi muito claro quando questionado sobre o que lhe passou pela cabeça quando Florentino Pérez lhe ligou. "O que pensaste quando o Florentino te ligou?", foi a pergunta que recebeu: "Em voltar. E aqui estou". 

"A única coisa que temos que fazer é ver agora o que nos falta nestes onze jogos e então ver o que podemos fazer para os próximos anos, que são muito mais importantes. Agora só penso em voltar a estar com os jogadores e preparar o jogo de sábado", acrescentou. 

Sobre Cristiano e um possível regresso, Zidane não quis falar. "Todos sabemos o quão importante foi para a equipa mas agora não é o momento de pensar nele. Ele é história deste clube". 

A pergunta sobre o risco que corre ao voltar depois de uma etapa brilhante, não se fez esperar: "Sinceramente não penso nisso. Se pensasse nisso, não estaria aqui. Nunca fui dessa maneira e o meu coração disse-me que descansei durante estes meses. O presidente ligou-me e eu tinha vontade de vir, é tudo. Esta vontade foi a responsável por eu estar aqui. Talvez há quatro meses fosse diferente mas agora é o momento e vejo esta oportunidade como muito boa para voltar. Se pensasse no passado não tinha voltade. Eu só penso que tenho muita vontade de tomar as rédeas deste segundo projeto".

"O ano passado começamos mal na Liga e eu estava no comando. Na Taça tão pouco o fizemos bem. A Champions ganhamos sim, mas houve coisas más. Solari e Lopetegui chegaram e tentaram fazer o melhor possível mas agora temos de olhar para a frente", explicou. 

"Zizou" negou sentir-se em dívida com o Real Madrid já que a decisão de sair foi a que considerou mais acertada: "Depois de ter ganho tudo, acredito que muitos jogadores necessitavam de uma mudança. Estou a repetir-me , desculpem, mas nõ há mais nada. Apenas digo o que penso e o que senti. Passaram uns meses e o clube chamou-me, não há mais nada". 

"Foi um tempo em que pude recarregar baterias e agora estou pronto para viver outra vez a experiência de ser treinador do Real Madrid... que quero muito", acrescentou Zidane antes de assegurar que alguns adeptos se sentiram defraudados depois da sua demissão: "Sei que muitos se sentiram defraudados mas há decisões que são tomadas pelo bem de todos". 

"Vi toda a temporada e está a ser um ano dificil mas não se pode ganhar sempre e o futebol é assim, todos o sabemos. Todos devemos aceitar a mudança. Quando tu estás em cima há que saber que há também coisas más. Isso é o que está a acontecer com a equipa mas para isso há que continuar a trabalhar e voltar a converter o clube em competitivo". 

Não quis falar sobre futuras contratações e vendas: "Vamos ver no futuro, agora não pensamos nisso. O dia a dia é mais importante, o jogo de sábado e fazer o melhor nos últimos jogos. Depois teremos tempo". 

Como era de esperar, também foi questionado sobre a situação de estrelas como Bale, Marcelo ou Isco que perderam protagonismo: "Os jogadores que estão aqui já ganharam muito. Não é de estranhar que alguns não joguem tanto, não me intrometerei no que aconteceu antes. Apenas quero voltar a trabalhar com eles e fazer as coisas bem". 

Priscila

Priscila

noticias 1,040 RANK 7
reads 4M RANK 7
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook