noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Guardiola e suas impressões sobre Dome no Flamengo

BeSoccer por BeSoccer @besoccerPT - 0 319

Pin Guardiola e suas impressões sobre Dome no Flamengo. EFE/EPA
Guardiola e suas impressões sobre Dome no Flamengo. EFE/EPA

Guardiola e suas impressões sobre Dome no Flamengo

BeSoccer por BeSoccer @besoccerPT - 0 319

O treinador do Manchester City avaliou como "bom" o trabalho de seu ex-auxiliar no breve período em que comandou o Rubro-Negro.

Quando Domènec Torrent chegou ao Flamengo, o passado como auxiliar-técnico de Pep Guardiola era o que o tornava mais famoso para a esmagadora maioria dos fãs de futebol. E, ainda de longe e em meio aos trabalhos no Manchester City, Guardiola seguia em contato com Dome. É por isso que, nos últimos meses, ver o ex-jogador e treinador do Barcelona falando sobre o Rubro-Negro carioca deixou de ser algo incomum.

Dentre as duas vezes em que falou sobre sua relação com Dome e sua avaliação do trabalho feito pelo ex-auxiliar, demitido do Flamengo no início de novembro, Guardiola foi todo elogios. Embora não tenha conseguido ver os jogos, demonstrou conhecimento dos resultados mais recentes e via com bons olhos a oportunidade para o amigo. O único lamento era em relação ao pouco tempo para treinar times de futebol neste cenário de pandemia de Covid-19.

“Só há tempo para recuperação entre as partidas e mais nada para poder melhorar a equipe. Nós sobrevivemos, nosso trabalho como treinador agora é como um escritório, em que escalamos o time e nada mais”, disse Guardiola ao Esporte Interativo, pouco menos de uma semana antes de Torrent ser demitido pelo Flamengo.

“Hoje já não existem treinadores, nós somos gerentes de jogadores que não estão lesionados. Há muito pouco tempo para fazer qualquer coisa. Variamos entre pré-jogo e recuperação. Assim fica muito difícil para que o treinador desenvolva algo na evolução da equipe, mas o Dome tem muita qualidade” concluiu.

Perguntado, já após a saída de Dome do Rubro-Negro, o que achou do trabalho de seu ex-auxiliar, Guardiola manteve o discurso, classificou o trabalho como “bom” e disse que faltou tempo para Torrent trabalhar. Entretanto, destacou também o lado bom da experiência de trabalhar no futebol brasileiro e disputar uma competição como a Libertadores.

“Acho que Dome fez um bom trabalho em termos de resultados para um novo treinador que não teve tempo para treinar em meio à pandemia, mas a decisão foi tomada. A decisão é da diretoria do Flamengo. Sei que foi uma experiência incrível para ele, que foi e é muito grato pela oportunidade de viver no Brasil e disputar a Libertadores. Agora, é o momento de chegar a um acordo final com o clube e aguardar uma nova oportunidade”, disse o catalão.

Domènec Torrent dirigiu o Flamengo em 24 jogos, contabilizando 14 vitórias, quatro empates e seis derrotas. Foram 42 gols marcados (média de 1.75 por jogo) e 36 sofridos (1.5 por partida).

BeSoccer

BeSoccer

noticias 59K RANK 1
LEITURAS 159M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook