noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Insatisfeito, Rueda pode deixar seleção chilena

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 159

Pin Rueda se desgasta no Chile e pode ver ciclo chegando ao fim. Goal
Rueda se desgasta no Chile e pode ver ciclo chegando ao fim. Goal

Insatisfeito, Rueda pode deixar seleção chilena

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 159

Técnico da seleção chilena já teria tomado a decisão de se afastar, depois que o amistoso com o Peru foi suspenso por pedido dos atletas.

"Estamos perdendo todos. Se eu trabalho no futebol e não há futebol, tenho que ir". É clara a posição do técnico da seleção chilena, o colombiano Reinaldo Rueda.

O treinador ofereceu uma conferência de imprensa na quarta-feira passada, após a decisão da equipe de não viajar para Lima para disputar o último duelo amistoso do ano, combinado nesta terça-feira, 19 de novembro, em frente ao Peru.

E, horas antes, a ANFP emitiu um comunicado informando que a equipe nacional se reunia no Complexo Esportivo Juan Pinto Durán e decidiu não realizar esse preparatório devido à delicada situação que afeta o país há quase um mês. "Os jogadores chegaram com grande disposição. Eles se encontraram e essa decisão foi tomada para se juntar à causa social. Eles não viajarão ao Peru", admitiu o técnico.

"Eles consideraram que é a melhor maneira de mostrar solidariedade. É algo muito respeitável. Estou em uma posição neutra diante de qualquer questão política que não seja para eu comentar. Lamento o que está acontecendo porque estamos perdendo todos. É muito triste", acrescentou.

Mas esse aborrecimento vem de antes. Há alguns dias, La Roja se recusou a conduzir o amistoso contra a Bolívia, datado de 15 de novembro em Concepción, e depois o sub-23, liderado por seu assistente Bernardo Redín, conseguiu um cancelamento em Tenerife, onde jogaria contra Argentina, Brasil e Estados Unidos.

Além disso, o técnico acredita que os clubes não ajudaram a superar a crise com a suspensão do Campeonato Nacional. "Chego e sacrifico, não convoco os jogadores da liga nacional para que a competição seja atualizada antes de uma data. E a liga não joga. Então eles não estão preocupados com seleção e nem com seus clubes", afirmou. Então, ele confessou que analisou a possibilidade de se afastar na semana passada, quando foi relatado que a equipe de jovens não participaria do torneio internacional na Espanha.

"Até agora não pensei em datas. Na última sexta-feira, sim (pensei em me demitir), fiquei muito irritado e fiquei muito triste porque é o futuro do Chile e são eles que chegarão à Copa do Mundo com 25 ou 26 anos. Se esses jogadores não amadurecem, não lhes damos a oportunidade de se projetar", acrescentou.

Quem conhece Rueda percebe como se sente desconfortável, embora simpatize com os movimentos sociais. De fato, em 2009, quando ele era o técnico de Honduras, ele experimentou um golpe de estado. Naquele ano, quatro meses após a derrubada de Manuel Zelaya, a equipe de Catracho conseguiu se classificar para a Copa do Mundo de 2010 na África do Sul e conseguiu unir o país. “Foram meses difíceis e acho que a qualificação para a Copa do Mundo acelerou o processo de reconstrução do país. Graças a Rueda, voltamos a nos reunir e nos sentimos como um país novamente”, disse o ex-treinador interino, Jorge Jiménez, em 2018.

“A verdade é que essa situação causa tristeza e incomoda. Se algo me motivou a vir aqui é todo o desenvolvimento, o que significa a cultura do futebol chileno. Assim também como país. Neste momento, temos que vivê-lo e enfrentá-lo. Mas até março não se sabe o que pode acontecer", disse Rueda.

O técnico está ciente que as Eliminatórias para o Qatar 2022 começam em março do próximo ano e não há mais datas da FIFA no calendário. Por esse motivo, ele sabe que a seleção nacional estará em desvantagem para as demais seleções sul-americanas. Um risco que provavelmente não procurará correr. "Treinar, desenvolver, pensar, o que vem em março, uma classificação muito intensa e exigente, pressupõe preparação adequada. Infelizmente, tudo o que está acontecendo dificulta a equipe técnica", afirmou o presidente da ANFP, Sebastian Moreno

Consultado diretamente por uma provável demissão de Reinaldo Rueda, o mandatário da agência disse que "Reinaldo não expressou essa intenção, direta ou indiretamente, em relação ao conselho de administração ou a este presidente", acrescentando que "além do que Reinaldo pode dizer, ele tem todo o direito de se expressar, ele não nos disse nada".

Enquanto, de acordo com o que foi publicado neste domingo pelo jornal La Tercera, Rueda teria assegurado a seus vizinhos que ele já havia decidido se afastar "devido às dificuldades que teve para trabalhar". O periódico observa que um profissional que conhece o mundo interior da avenida Las Torres disse bem que "muitos em Pinto Durán foram informados de que já havia decidido renunciar ao cargo". Ele está preparando a sua saída?

BeSoccer

BeSoccer

noticias 38K RANK 1
LEITURAS 120M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook