noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Dani Alves sofre em meio à irregularidade do São Paulo

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 1,556

Pin Dani Alves sofre em meio à irregularidade do São Paulo
Dani Alves sofre em meio à irregularidade do São Paulo

Dani Alves sofre em meio à irregularidade do São Paulo

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 1,556

O jogador que chegou para mudar o patamar do time ainda não conseguiu render o seu melhor neste Brasileirão

Daniel Alves chegou ao São Paulo sob a expectativa de mudar o patamar do time no Brasileirão. Afinal de contas, mesmo aos 36 anos, o jogador mais vezes campeão na história do futebol vinha de grandes exibições na Copa América – onde foi eleito craque do torneio conquistado pela seleção. Na teoria, tinha tudo para elevar o nível do Tricolor, mas vem sofrendo com a irregularidade geral da equipe comandada por Cuca. O caso onde a individualidade acaba sofrendo em meio ao desempenho ruim do grupo.

O empate por 1 a 1 contra o CSA, neste domingo (15), simbolizou bem todas as dificuldades enfrentadas pelo Tricolor nesta campanha. O time teve recorde de finalizações (33), mas só conseguiu fazer o gol no final do jogo, aos trancos e barrancos, e tarde demais para a virada sobre os alagoanos, que saíram na frente em pleno Morumbi. Quem acabou estufando as redes não foi Hernanes ou os atacantes Pablo, que retornou após lesão, e Pato, que entrou no decorrer do segundo tempo. Tampouco Daniel, escalado pela primeira vez em cinco partidas na lateral-direita. Reinaldo, o lateral-esquerdo, foi um dos melhores em campo e teve sua entrega premiada ao completar para o fundo das redes o bate-rebate que aconteceu na área após cobrança de falta feita por Dani Alves.

Dono da camisa 10, Daniel vinha exercendo função como meia na equipe de Cuca. Estreou com gol em uma vitória controversa sobre o Ceará (que reclamou com razão um pênalti não assinalado) e, desde então, vem sendo um dos melhores e mais ativos do time, seja nas transições para o ataque, ou na participação com passes. Dentre os jogadores são-paulinos que disputaram um mínimo de cinco rodadas, por exemplo, o baiano é o único que conseguiu dar mais passes-chave com a bola rolando (7, segundo a Opta Sports) do que o número de vezes em que entrou em campo.

Campanha irregular para um postulante ao título

Mas o time, que passou a sonhar em ser campeão especialmente após as chegadas do novo camisa 10, e do espanhol Juanfran, possui a campanha mais irregular dentre os postulantes ao título. Ainda que tenha aproveitamento inferior apenas a Flamengo (83,3%) e Corinthians (60,6%), seis décimos a mais em relação ao Tricolor) nos jogos de Brasileirão realizados após a Copa América – ou seja, a partir do momento em que Dani Alves já estava disponível – o São Paulo sofreu com sua própria irregularidade. Finalizou o primeiro turno com um jejum de quatro jogos sem vitórias, inferior apenas aos cinco de Ceará e Atlético-MG. Talvez por isso, o discurso de Cuca após o empate contra o CSA tenha tido tamanho ceticismo em relação às aspirações de título.

“Se a gente pensa em disputar título ainda, que cada vez está ficando mais difícil, temos que voltar a vencer. Vamos pensar em vencer, jogo a jogo. Nos preparar melhor ainda, treinar mais para poder jogar melhor e vencer”, afirmou o técnico. Do outro lado, Dani Alves demonstrou mais brio e esperança em seu discurso: “Entrega o título para o Flamengo não, tem muita coisa para acontecer ainda. A gente que é do futebol sabe que ainda vão suceder muitas coisas. Estamos trabalhando para melhorar”.

O grande debate deste domingo, após o resultado decepcionante no Morumbi, foi sobre o lugar ideal para ter Daniel. Tanto na lateral-direita quanto jogando como meia, o camisa 10 criou o mesmo número de chances com a bola rolando (2), e teve ações parecidas em média. Ainda que estudos digam que a lateral-direita é a posição do futebol mais fácil de se improvisar, um craque pode fazer a diferença em qualquer lugar onde esteja à vontade. Desde que o time esteja bem encaixado. Raramente alguém conseguirá conquistar um torneio de longo prazo sozinho. O São Paulo ainda precisa se ajustar como equipe para que o seu melhor jogador, independentemente da posição, consiga render o seu melhor.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 35K RANK 1
LEITURAS 114M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook