noscript image

“Estou no auge”, diz Tardelli ao ser apresentado pelo Grêmio

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 376

Apresentado, Tardelli diz estar no auge. Goal

“Estou no auge”, diz Tardelli ao ser apresentado pelo Grêmio

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 376

O atacante falou sobre o novo desafio e comparou o atual elenco do Tricolor com o Atlético-MG campeão da Libertadores em 2013.

Diego Tardelli chegou ao Grêmio nos braços da torcida, que compareceu em peso no aeroporto em sua chegada. Aos 33 anos, o atacante assinou contrato por três anos com o Tricolor e confirmou que a presença de Renato Gaúcho no comando teve importância fundamental para a sua chegada.

“Acho que mais o interesse del, a persistência, me ligando, mandando mensagem toda hora. 'E aí, resolveu? Vai vir?', aquele jeito dele. De todos os clubes que tiveram interesse e sondagens, o Grêmio, e principalmente o Renato, foi o que mais me quis aqui. Fico feliz desse interesse dele. Pela história que ele tem aqui, a trajetória dele no futebol, tenho certeza que a gente vai dar muito certo aqui nesses três anos”, disse.

Reconhecendo que ainda precisa melhorar a sua parte física antes de estrear, uma vez que seu último jogo foi no final de novembro, Tardelli garantiu que a idade só melhorou o seu futebol. Nos quatro anos de Shandong Luneng ele fez 51 gols em 98 partidas e assumiu a camisa 9 que era de Jael.

“O que me motiva são os desafios, minha vontade de vencer, como sempre foi.  Com 33 anos, considero que estou no auge da minha carreira. Sei que muita gente acha que com essa idade não vou correr tanto, mas me sinto um garoto ainda, como se tivesse 19 anos, estou bem focado Quero deixar meu nome na história do Grêmio, poder ganhar títulos, que é o mais importante. Vim para vencer e conquistar grandes coisas aqui”.

“O amadurecimento dentro de campo, leitura tática, cortar caminho. Coisas que não fazia quando tinha 18, 19 anos. Me sinto um jogador mais completo dentro e fora de campo, me cuidando mais. Se eu tivesse esse pensamento lá atrás, estaria no auge, em um clube grande da Europa. Mas me sinto no meu melhor momento. Meu amadurecimento dentro de campo foi fundamental nesses últimos anos para mim”.

Outros tópicos abordados por Tardelli

Semelhanças com o Atlético-MG de 2013

"É um elenco parecido, lembra um pouco o Atlético-MG de 2013. Um time que ataca muito, que tem a qualidade ofensiva do meio para frente, é um dos elencos que pode brigar por título, um dos melhores do Brasil. Vai brigar pelo Brasileirão, pela Libertadores... A camisa 9 vem me dando sorte já tem um tempo, usei no Galo e na China. O Jael fez essa pra mim, com a saída dele tive a oportunidade de usar a 9”.

Papel de Léo Moura na negociação

“Léo Moura, claro, fez o contato comigo e perguntou qual era a minha intenção, já que estava livre no Brasil e tinha a possibilidade de vir pra cá. Na mesma hora passou o contato pro Renato, que me ligou. É um namoro bem antigo, acredito que desde 2010 eu tenho esse contato com o Renato. Tinha o sonho de ser treinador por ele, ainda mais numa equipe como o Grêmio, pelo jeito que vem jogando nos últimos anos”.

Posição em campo

“Sobre jogar, isso aí vai pelo Renato, ele já conhece minhas características, tenho a facilidade de jogar pelos lados. Na China eu estava fazendo praticamente um meia, pela minha mobilidade”.

Como está fisicamente

"A parte física vai demorar alguns dias ainda, meu último jogo foi em 30 de novembro. Nas férias a gente dá aquela corridinha, mas não é um treino intensivo como no clube. Amanhã vamos conversar com o preparador físico e estipular um tempo pra eu voltar”.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 25K RANK 1
LEITURAS 84M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook