noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

‘Tensão’ da Champions é o clima ideal para João Félix deslanchar

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 2,996

Pin João Félix pode decidir para o Atleti. EFE
João Félix pode decidir para o Atleti. EFE

‘Tensão’ da Champions é o clima ideal para João Félix deslanchar

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 2,996

Português mais caro da história deve ser a aposta de Simeone em Lisboa na busca pelo inédito título do torneio europeu.

Português mais caro da história do futebol, tendo custado 126 milhões ao Atlético de Madrid, João Félix está de volta ao país de origem para, quem sabe, começar a deslanchar. Tem na final a 8 da Liga dos Campeões, em Lisboa, uma cidade que conhece muito bem, o palco ideal para justificar o alto investimento feito pelo clube espanhol no ano passado.

Sem o argentino Ángel Correa, infectado com a Covid-19, o atacante português é o favorito para ser o titular no ataque diante do RB Leipzig, nesta quinta-feira, em jogo único das quartas de final, em Alvalade. Hora então de evidenciar os “elementos” que colocam o “prodígio luso” num patamar acima dos outros: poder de decisão e responsabilidade em momentos de tensão.

“Acredito, e penso assim desde o primeiro dia, que o João vai sempre ser importante. Conhecemos bem a ideia de jogo coletiva e coordenada do Diego Simeone, e conhecemos igualmente qual é a importância que o treinador coloca na atitude agressiva e intensa dos jogadores. O João tem todos estes elementos, e ainda mais dois que poucos jogadores no mundo têm: a capacidade criativa e talentosa para decidir e também a responsabilidade para assumir o jogo nos momentos de tensão”, destacou João Tralhão, que durante várias temporadas trabalhou como treinador do agora camisa 7 dos colchoneros nas categorias de base do Benfica, em entrevista à 'Goal'.

“Apesar de ter que ser o coletivo a afirmar-se, acredito que o João Félix sem dúvida vai ser um jogador importante nesta fase final de Champions”, completou.

Natural de Viseu, o atacante português fez boa parte da formação nos encarnados, onde tornou-se profissional e rapidamente acabou por ser decisivo no último título nacional, em 2018/19 - mesmo ainda muito jovem, com apenas 19 anos, foi o grande líder de uma experiente equipe, que contava com nomes experientes, como os brasileiros Luisão e Jonas e o compatriota Pizzi.

“É um garoto que é altamente diferenciado pela qualidades técnica, sobretudo os excepcionais atributos cognitivos e emocionais. Estou convicto que o foco dele continua no essencial, que é trabalhar para ajudar a equipe e, claro, continuar o próprio percurso na direção de um nível diferenciado no futebol mundial. Está numa liga diferente, num contexto diferente e ainda tem somente 20 anos. Todos estes elementos juntos são a razão pela qual, na sua adaptação a esta nova realidade, têm aparecido pontualmente algumas lesões. A tendência natural é que a consistência da utilização dele em competição e treino permita-lhe globalmente adaptar-se e crescer para outro nível”, finalizou Tralhão.

De olho no título inédito da Liga dos Campeões, o Atlético de Madrid, com uma vitória logo mais frente ao RB Leizpig, já sabe que vai ter pela frente na semifinal o PSG, que eliminou a Atalanta. Do outro lado do chaveamento, Manchester City x Lyon e Barcelona x Bayern de Munique ainda precisam duelar nas quartas de final.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 55K RANK 1
LEITURAS 153M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook