noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

"Messi é um monstro, estará na Copa de 2022"

BeSoccer por BeSoccer @besoccerPT - 0 2,070

Pin Xavi Hernández elogiou Leo Messi. EFE
Xavi Hernández elogiou Leo Messi. EFE

"Messi é um monstro, estará na Copa de 2022"

BeSoccer por BeSoccer @besoccerPT - 0 2,070

Xavi Hernández é uma dessas pessoas que conhece muito bem Leo Messi. O agora treinador do Al Sadd vê o argentino jogando com 35 anos. Além disso, falou de Quique Setién e de sua atual equipe no Catar.

O nome de Xavi Hernández soou fortemente para substituir Ernesto Valverde, mas o catalão, agora no controle do Al Sadd, deixou claro que ele vive o presente. Em sua conversa virtual com o jornal 'Marca' por segurança, depois de descobrir seu positivo para o COVID-19, ele lançou palavras para quem duvida da condição física de Leo Messi no futuro.

"Vejo Messi jogando até quando ele quiser. No nível físico, ele é rápido, forte. Ele é um monstro competitivo, fisicamente um animal. Não tenho dúvidas de que ele jogará a Copa do Mundo de 2022 no Catar", assegurou, dando ânimo aos torcedores argentinos que não estavam tão certos.

Sobre uma futura passagem pelo 'Can Barça', foi claro: "Eu não escondo, eu sempre disse. Meu objetivo principal, quando acontece, é o Barcelona. É a minha casa e seria um sonho. Mas agora estou focado no Al Sadd , ansioso por esta nova temporada. Quando acontecer, a curto ou a longo prazo, acontecerá. Acima de tudo, Quique Setién deve ser respeitado, desejo o melhor para a equipe".

Dessa forma, ele analisou os meses do cantábrico no comando. "Às vezes o Barça joga muito bem, às vezes bem e às vezes não tão bem. Mas eu gosto da ideia de Setién, agora e com seus times anteriores. Ele tenta dominar e fazer um jogo vistoso. Às vezes não é possível, é verdade, mas o adversário também dificulta as coisas para você. Vimos jogos muito bonitos e muito bons para o Barça com o Setién, sem dúvida", enfatizou.

Sobre as controvérsias de arbitragem sobre o VAR naquela luta pelo título com o Real Madrid, ele não quis entrar porque "é o trabalho dos árbitros" e são jogadas "que devem ser interpretadas".

Agora, no Al Sadd, Xavi é fiel ao seu estilo: "Estou totalmente convencido de que, independentemente de onde você esteja e dos jogadores que você tem, é possível transmitir essa ideia aos seus jogadores. Convença-os de que serão melhores assim e vencer com mais facilidade. Obviamente, Al Sadd não é o Barça, mas tentamos jogar atrás, com um bom nível técnico".

Xavi tem o objetivo de vencer a Liga dos Campeões do nível asiático (AFC), onde chegou nas semifinais no ano passado. Para isso, ele contratou Santi Cazorla.

"O Catar é o local ideal para ganhar experiência como treinador em um time vencedor como o Al Sadd. Vencer a Liga dos Campeões seria um ponto culminante nesta fase. É o objetivo principal, ainda mais considerando que, devido à pandemia, o torneio se organizará aqui em Doha, entre setembro e outubro", concluiu o catalão. Muitos se perguntam se esse título poderia ser seu último capítulo no Catar antes de voltar ao que sempre foi sua casa.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 57K RANK 1
LEITURAS 155M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook