noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

"Mourinho me disse: 'você é o primeiro jogador que me disse não'"

BeSoccer por BeSoccer @besoccerPT - 0 8,886

Pin Joaquín poderia ter jogado no Chelsea. EFE/Julio Muñoz
Joaquín poderia ter jogado no Chelsea. EFE/Julio Muñoz

"Mourinho me disse: 'você é o primeiro jogador que me disse não'"

BeSoccer por BeSoccer @besoccerPT - 0 8,886

Joaquín Sánchez, em entrevista ao 'Daily Mail', analisou todas as etapas de sua carreira esportiva e falou sobre quando poderia ter acabado no Chelsea de José Mourinho.

Joaquín Sánchez é agora um dos eternos veteranos da LaLiga, mas na sua época foi um dos talentos inatos que cresceu no futebol espanhol. Em sua conversa com o 'Daily Mail', o próprio jogador fez uma resenha de como se formou o Joaquín que hoje se vê.

O Mundial que disputou em 2002 com a Espanha foi um palco para ele e Mourinho, em 2005, tentou contratá-lo: "Estavam todos - representantes do Betis e do Chelsea - no hotel Alfonso XIII e eu voltava de um compromisso publicitário em Madri e não queria ir à reunião. Eu sabia que se fosse acabaria indo para a Inglaterra. Então não fui. Falei com Mourinho mais tarde e pedi desculpas. Ele me agradeceu e disse: 'Obrigado por ser sincero porque você é o primeiro jogador de futebol que me disse não'".

“Lopera me disse que eu tinha que ir porque eles haviam chegado a um acordo. Tudo aconteceu muito rápido para mim. Eu tinha 20 anos quando joguei a Copa do Mundo de 2002. Lembro-me de ter passado muito estresse porque não era fácil assimilar tudo. Quando chegou o momento da verdade, eu não queria dar aquele passo de ir para outro time. Eu simplesmente não me via saindo de casa. Lopera dizia 'lá vem o russo de novo com uma oferta'. Mas eu estava feliz onde estava. Sei que perdi uma oportunidade Era importante jogar por um grande clube e ganhar muito dinheiro, mas não era o que eu pensava na época. É um negócio tão grande que nem sempre a palavra do jogador conta muito. É verdade que às vezes esquecemos do mais importante, que é jogar ", lembrou o jogador.

Aos 39 anos, ele ainda é crucial no Betis. E, no meio do caminho, revelou seu segredo: “Minha mãe me amamentou até eu ter seis ou sete anos. O médico diz que é por isso que sou tão forte. Quando você chega aos 30 anos você pensa: 'Vamos ver este ano'. Mas estou bem fisicamente, em boa forma. Se eu conseguir fazer mais um ano depois disso, se meu corpo aguentar, vou continuar. Mas não vou me arrastar. No final acho que minha carreira tem se baseado em sempre tentar ser um menino que não perde essa ilusão, que chega a treinar com fome de gol e com vontade de ser profissional”.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 57K RANK 1
LEITURAS 156M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook