noscript image

"Não imagino outra coisa que não seja ganhar a Taça"

Priscila por Priscila @besoccer_es - 0 810

Pin Herrera falou sobre o desafio da Taça de Portugal e admitiu que só pensa na vitória. EFE
Herrera falou sobre o desafio da Taça de Portugal e admitiu que só pensa na vitória. EFE

"Não imagino outra coisa que não seja ganhar a Taça"

Priscila por Priscila @besoccer_es - 0 810

A Federação Portuguesa de Futebol lançou um desafio aos capitães do FC Porto e Sporting para responderem a quatro perguntas sobre a final da Taça de Portugal e o médio mexicano dos azuis e brancos respondeu sem medos às questões sobre aquele que será o seu último jogo de dragão ao peito.

A Federação Portuguesa de Futebol desafiou e Héctor Herrera não desiludiu. O mexicano, capitão do FC Porto, está em final de contrato com os portistas e terá no Jamor o seu último duelo de dragão ao peito. E qual a melhor forma de acabar uma caminhada? Para o médio é com a conquista de um título.

Depois da perda do campeonato, Herrera confessou que a conquista da Taça de Portugal é muito importante para o clube: "Para nós é uma final muito importante, o último jogo da época e queremos ir descansar felizes, com mais um título para o clube e para as nossas carreiras. Vamos abordá-la com a maior seriedade, que é como se deve enfrentar uma final: preparados para competir ao máximo e para ganhar", garantiu o mexicano. 

Ao longo da temporada 2018-19, FC Porto e Sporting encontraram-se várias vezes, até na final da Taça da Liga em que os leões levaram a melhor e Herrera confessa que conhecem bem o rival mas que não vão para o encontro com sentimento de vingança.

"Obviamente, sabemos da importância que tem uma final, para mais diante de um rival. O facto de termos perdido a última decisão com eles não muda nada. Não vemos este jogo como uma desforra, nem como a possibilidade de tirar uma espinha atravessada. No futebol há segundas oportunidades, e esta é uma nova hipótese de ganhar um título, seja qual for o rival. Neste caso é o Sporting, e vamos tentar ganhar-lhes, só isso", confessou.

Héctor Herrera que veste a camisola azul e branca desde 2013 já passou pelo ambiente Taça antes e conhece bem tudo o que engloba a final do Jamor. No passado não foi feliz mas desta vez, o mexicano garante que só pensa num final feliz. "Já passei pela experiência de uma final no Jamor, com todo o ambiente que se vive e com o desfecho mau, aquele que nenhum jogador quer experimentar. Para esta final não imagino outra coisa que não seja ganhá-la e subir as escadas para erguer a taça de campeão".

E Herrera confessou que conhece bem a história e mistíca de uma final da Taça com mais anos em Portugal: "Isso é uma coisa que se transmite a qualquer jogador que chega ao futebol português. Não é uma Taça para se jogar de forma descontraída, sabemos da importância desta decisão. Neste caso, temos novamente a oportunidade de estar neste palco, e sendo uma data redonda a única coisa em que podemos estar focados é em jogar com a máxima seriedade e intensidade, mostrarmo-nos à altura do adversário, de uma decisão tão importante em Portugal e do último jogo de uma temporada em que fizemos uma grande campanha. Por tudo isso, seria muito bonito podermos trazer a Taça para casa", concluiu o capitão dos dragões. 

Priscila

Priscila

noticias 1,271 RANK 7
LEITURAS 5M RANK 7
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook