noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Nasceu na África, jogou no City e perdeu tudo por causa da cocaína

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 +35k

Pin Impressionante história de Jeff Whitley. ManchesterEveningNews
Impressionante história de Jeff Whitley. ManchesterEveningNews

Nasceu na África, jogou no City e perdeu tudo por causa da cocaína

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 +35k

'The Sun' lembrou a história do ex-jogador do Manchester City e da Seleção da Irlanda do Norte, Jeff Whitley: "A cocaína me causou paranoia, me fez perder milhares de euros e roubar meu irmão".

Além da punição recente, o Manchester City agora vive momentos de glória, nos quais luta por todos os títulos em jogo e é uma das equipes mais poderosas do planeta.

Há pouco tempo, a equipe manteve sua grandeza histórica, mas lutou por sua sobrevivência nas categorias inferiores do futebol inglês. Jeff Whitley, um jovem jogador da equipe celestial, nascido na Zâmbia e internacional pela Seleção da Irlanda do Norte, esteve presente em uma das muitas ascensões.

O jogador, um meio-campista que também passou pelo Sunderland, Cardiff e Stoke City, revelou como a cocaína estava acabando com sua carreira e lhe tirou o que mais amava.

Em 2007, o jogador quase perdeu a vida e decidiu fazer uma mudança radical: "Olhei no espelho e pensei: 'Não sei quem é esse cara, me perdi completamente'".

Whitley jogou no Manchester City entre 1996 e 2003, embora tenha passado várias campanhas como empréstimo em outros clubes. No ano de 2000, ele era membro da equipe 'citizen' que conseguiu subir para a Premier League.

A vida, no entanto, estava longe de ser confortável para o jogador. "Eu estava em um lugar escuro. Quando eu usava cocaína, podia ficar mais tempo acordado e beber muito mais, mas, se você bebe demais, a sensação boa se vai e a paranoia começa", disse ele em 'The Sun'.

O jogador de futebol, que perdeu seu irmão Jack, em 2017, depois de cometer suicídio por abuso de cocaína, também reconheceu que perdeu milhares de euros quando foi fisgado pela droga.

Em dois meses, ele gastou 36.000 euros em álcool, cocaína e quartos de hotel. Dinheiro que o levou a entender que ele tinha que mudar para sempre.

Felizmente para ele, existem segundas chances e ele está agora em um programa da PFA (Associação de Jogadores Profissionais de Futebol), no qual ajuda jogadores a enfretarem problemas com vícios, ansiedade e depressão.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 44K RANK 1
LEITURAS 133M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook