noscript image

O Barça encontra ouro no Coliseum

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 +10k

Pin O Barça ganha do Getafe. EFE
O Barça ganha do Getafe. EFE

O Barça encontra ouro no Coliseum

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 +10k

O Barcelona venceu o Getafe em um partida muito complicada, onde conseguiu um importante e valiosa vitória, principalmente depois dos resultados dos adversários na rodada.

Depois do empate entre Atlético e Sevilla e do Real Madrid ter tido mais uma tarde ruim frente à Real Sociedad, o Barça vestiu o seu uniforme para derrubar um Getafe que deu muito trabalho. 

Assim é a equipe de Bordalás, uma equipe que não conhece o futebol como arte. Sim como um ofício, uma tarefa, um dever. O Getafe é uma equipe desconfortável que sabe colocar minas no campo e que quando ataca faz isso rapidamente e sem piedade.

O Barcelona, ​​no entanto, soube sofrer e definiu a partida graças às irrupções de seus dois melhores jogadores. Messi foi novamente o mais inteligente da classe, Suarez puxou o rifle. LaLiga começou a perder o equilíbrio.

O Getafe não comeu poeira e cortou distâncias pouco depois. E Jaime Mata, autor do gol, teve chances de fazer o segundo; também o Barça para fazer o terceiro. Os de Valverde ganharam porque suaram tanto quanto o rival e porque, afinal, eles têm mais qualidade.

Primeiros minutos de sofrimento

O Getafe saiu com ideias muito claras e Antunes procurando as costas de Jordi Alba. Por ali apareceu primeiro Mata, depois Ángel. Cada bola cada bola lançada foi um martírio. De fato, Mata marcou primeiro depois de finalizar sozinho. Não contou para o placar porque supostamente houve uma falta em Lenglet. O "azulones" não podiam acreditar.

Após 20 minutos sofridos, Messi marcou e ativou a equipe do Barça. Nem Cabrera nem Djené foram capazes de limpar uma bola e Leo não desperdiçou o presente. Vacilou, piscou o olho, gol de Messi.

O 0-1 motivou o Barcelona, ​​que começou a exercer o controle do jogo. Djené e Dembélé mantiveram grandes duelos. O atacante francês, mesmo assim, foi um martírio para a zaga madrilenha, cega diante dos seus movimentos. Piqué, depois de uma jogada iniciada por um passe de videogame de Messi, colocou Soria em apuros.

O tapa de Suárez na forma de um grande voleio poderia ter sentenciado o jogo, mas o Getafe, novamente depois de lançar uma bola no segundo pau, ressurgiu. Antunes lançou, Ángel passou e Mata marcou. Antes teve uma bola na trave involuntária. Três gols em poucos minutos. Ainda tinha muito jogo.

Segunda parte muito semelhante

Foulquier, assim que começou o segundo tempo, cruzou demais. A intensidade e o vigor do Getafe tomaram conta de um Barcelona que queria jogar com o relógio, mas que ficou impressionado com o empurrão da equipe de Bordalás.

É claro que cada aparição de Messi gerava pânico na defesa local. Ele quase faz o terceiro, mas Djené e Soria evitaram. Entrou Busquets, o Barça se estabilizou e o Getafe, apesar de seu bom papel, ficou sem pontos. O Barça extraiu ouro do Coliseu.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 24K RANK 1
LEITURAS 82M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook