noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

O homem que quase juntou Messi e Cristiano na Juventus

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 8,327

Pin O homem que quase juntou Messi e Cristiano na Juventus. EFE/AFP
O homem que quase juntou Messi e Cristiano na Juventus. EFE/AFP

O homem que quase juntou Messi e Cristiano na Juventus

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 8,327

Gianni Di Marzio, ex-jogador de futebol e ex-técnico italiano, estava muito perto de levar Leo Messi e Cristiano Ronaldo à Juventus quando ambos começaram suas carreiras na elite.

Hoje, o sobrenome Di Marzio está associado a Gianluca, um jornalista italiano de esportes especialista em informações sobre o mercado de transferências.

No entanto, falar de Di Marzio há algumas décadas era falar de Gianni, seu pai, ex-jogador de futebol e ex-treinador.

Um dos clubes aos quais ele estava ligado era o Napoli, um time que ele estava prestes a levar Diego Armando Maradona muito antes da chegada da estrela em meados dos anos 80.

"Durante a Copa do Mundo na Argentina, um motorista de táxi me disse para ir ver um garotinho do Argentinos Juniors. Era Diego. O presidente do clube me conhecia, eu organizei uma reunião", Gianni começou em uma entrevista ao 'AS'.

"Estive 15 dias com ele, estava pronto, levei para ele uma camisa, mas finalmente o presidente do Napoli não quis. Teria custado apenas 240 mil dólares do tempo", explicou.

Di Marzio também trabalhou para a Juventus em Turim e lá estava muito perto de reunir os dois grandes dominadores mundiais de futebol nos últimos 15 anos: Cristiano Ronaldo e Leo Messi.

O homem que quase juntou Messi e Cristiano na Juventus

"Descobri o Cristiano. Ele tinha jogado apenas três jogos no Sporting em Portugal, eu trabalhava para a Juve, Moggi me pediu para ir ver Quaresma e, em vez disso, olhei para Ronaldo. Escrevi que seria um dos melhores do mundo", explicou o italiano.

"Levei-o a Turim para exame médico, mas a operação não foi concluída porque Marcelo Salas não aceitou a troca e ir para Portugal, ele queria voltar para a América do Sul", explicou.

Pouco depois, Di Marzio teve a oportunidade de levar Leo Messi à 'Vecchia Signora', mas os laços do argentino com a equipe do Barça impediram sua partida.

O homem que quase juntou Messi e Cristiano na Juventus

"Eu o conheci em 2005, comecei a conversar com ele e seu pai. Ele gostou da ideia de vir para a Juve, mas seu vínculo com o Barça já era muito forte, eles eram muito gratos ao clube. Não poderia ser", disse ele. ele se arrependeu.

O italiano também falou sobre o futuro no Barça do camisa 10, cujo contrato lhe permite sair de graça no final de cada campanha. Algo que Di Marzio acha que nunca acontecerá.

"Messi é o Barça. Aonde você quer que ele vá? Se ele fosse mais jovem, talvez... Mas ele já é a alma do clube. Eu o aconselharia a ficar. Ele precisa de calor humano, ele não estaria bem na Premier, na França ou na Alemanha", sentenciou.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 44K RANK 1
LEITURAS 133M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook