noscript image

OFICIAL: Zidane é o novo treinador do Real Madrid

Priscila por Priscila @besoccer_es - 6 +17k

Pin Zidane volta a treinar o Real Madrid. BeSoccer
Zidane volta a treinar o Real Madrid. BeSoccer

OFICIAL: Zidane é o novo treinador do Real Madrid

Priscila por Priscila @besoccer_es - 6 +17k

Depois de muita especulação em torno do banco do Real Madrid, com nomes como José Mourinho ou Mauricio Pochettino a estarem na órbita "merengue". Esta segunda-feira o clube tornou oficial o novo treinador: o francês Zinadine Zidane.

A vitória por 1-4 da equipa "merengue" em Pucela não o salvou dos três resultados negativos conseguidos frente ao Barcelona e ao Ajax. O Real Madrid deu a cara em Valladolid mas o técnico argentino, apesar de contar com o apoio de pilares do balneário como Karim Benzema, não continuará a treinar o Real Madrid.

A partir desta segunda-feira será Zinadine Zidane, lenda da entidade "merengue", quem se encarregará de dar um rumo à equipa. A figura de "Zizou" é uma das mais queridas pelos madrilenhos, uma vez que, o francês levou o clube à glória tanto como futebolista como treinador, onde conquistou, entre outras coisas, três Champions consecutivas. Chega quase dez meses depois de dizer adeus e o seu contrato será até julho de 2022.

No comunicado web publicado pela entidade "blanca", a equipa agradeceu a Santiago Solari o trabalho realizado, para além do "compromisso e a lealdade que sempre mostrou". Anunciou ainda que a apresentação do treinador francês será a partir das 20:00 (hora espanhola) desta segunda-feira na sala de imprensa do Santiago Bernabéu.

Volta a lenda

Num momento complicado, a direção do Real Madrid apostou num homem que sempre conseguiu êxito na capital espanhola. Zinadine Zidane, de 46 anos, começou a sua carreira como treinador da cantera "blanca" e foi subindo postos até comandar a primeira equipa. 

Começou a sua aventura nos bancos em 2012 com os Cadete A, completando mais uma temporada antes de ser requisitado por Carlo Ancelotti para exercer a função de segundo treinador no ano da "Décima". Na temporada 2014-15 voltou a uma categoria inferior, passando a formar parte do corpo técnico do Real Madrid Castilla até janeiro de 2016, quando o clube destituiu Rafa Benítez e confiou nele para a segunda metade da temporada. 

A sua aventura na equipa merengue foi um verdadeiro êxito. Em apenas dois anos e meio, Zidane conquistou nove dos 13 títulos que a sua equipa disputou, convertendo-se em tempo recorde no segundo técnico com mais troféus da equipa "merengue" (ficando apenas atrás de Miguel Muñoz, com 14). 

Foram três Champions consecutivas, uma Liga, duas Supertaças da Europa, dois Mundiais de Clubes e a Supertaça de Espanha os troféus que levantou na sua etapa como treinador "merengue", durante a qual se sentou no banco num total de 149 encontros. 

"Zizou" despediu-se cinco dias depois da conquista da Champions League em Kiev frente ao Liverpool (3-1) em maio de 2018. Os brancos, com golos de Benzema e Gareth Bale coroaram-se campeões da Europa pelo terceiro ano consecutivo num jogo que para além de ser o último que dirigiu também foi o último da aventura de Cristiano Ronaldo no Real Madrid. 

A 31 de maio, "Zizou" anunciou, acompanhado de um desolado Florentino Pérez, que saia porque a equipa "necessitava de uma mudança", mas a sua saída não resultou num golpe positivo para o clube e agora, quase 10 meses depois, regressa para substituir Santiago Solari. 

Uma despedida depois de cinco meses

O argentino assumiu o cargo a 29 de outubro como técnico interino. tomou as rédeas de um Real Madrid que acabava de perder no Camp Nou por 5-1, jogou que custou a destituição a Lopetegui.

Solari abandonou o seu caráter interino duas semanas depois da sua aterragem na equipa principal. Os seus primeiros resultados, conseguindo quatro vitórias em quatro encontros com 15 golos marcados e dois sofridos, tornaram-no merecedor de um contrato até 2021. 

Uma vez confirmado como treinador oficial da equipa, Solari viveu bons momentos no comando dos "merengue". O primeiro deles foi a vitória do Mundial de Clubes, competição em que golearam o Kashima Antlers nas meias-finais (1-3) e o Al Ain no jogo do titulo (4-1). Para além disso, outro aspeto em que Solari será recordado foi na capacidade de retirar o melhor de Vinicius, uma das maiores promessas dos "blancos". 

A equipa mostrou uma cara diferente depois de vencer o titulo de campeão do mundo mas houve um jogo que mudou a tónica geral que vivia: o 2-0 frente ao Sevilha na Liga. Depois dessa vitória, sete jogos sem perder (apenas um empate, frente ao BArcelona)... mas esta fase terminou, no momento mais decisivo da temporada. 

O 1-2 contra o Ajax em Amesterdão foi a última alegria nessa brilhante série de encontros. Depois da vitória na Holanda, o Real perdeu frente ao Girona, ganhou ao Levante e chegou uma semana critica em que perdeu duas vezes frente ao Barcelona, despedindo-se da Liga e da Taça. Caiu também nessa mesma semana frente ao Ajax por 1-4 no duelo que os afastou da luta pela Champions. 

Depois de quase quatro meses e meio no cargo, Solari diz adeus com um balanço de 21 vitórias, dois empates e oito derrotas, para além da conquista do citado Mundial de Clubes, o quarto que chegou à equipa "merengue". 

Priscila

Priscila

noticias 1,040 RANK 7
reads 4M RANK 7
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook