noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Os 30 nomeados ao Bola de Ouro 2019

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 1 9,263

Pin Nomeados para Bola de Ouro 2019. AFP/FranceFootball
Nomeados para Bola de Ouro 2019. AFP/FranceFootball

Os 30 nomeados ao Bola de Ouro 2019

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 1 9,263

A 'France Football' revelou a lista dos 30 nomeados ao Bola de Ouro 2019. O prêmio individual pela excelência no mundo do futebol será entregue no próximo dia 2 de dezembro em cerimônia no Théâtre du Châtelet de Paris.

Os jogadores convocados a lutar pelo posto ocupado por Luka Modric em 2018 foram revelados gradualmente ao longo da tarde desta segunda-feira, 21 de outubro. Além disso, o 'France Football' também revelou os candidatos à Bola de Ouro Feminino, ao Troféu Kopae ao Troféu Yashin.

A expectativa é máxima para a entrega da Bola de Ouro em 2 de dezembro, pois Leo Messi, vencedor do último 'The Best', começa como favorito... mas também compartilha os holofotes com outras dois craques, como Cristiano Ronaldo e Virgil Van Dijk.

Quanto à representação da LaLiga, existem quatro jogadores do Barcelona (Griezmann, Messi, Ter Stegen e De Jong), dois do Real Madrid (Benzema e Hazard) e um do Atlético de Madrid (João Félix)

A lista completa dos 30 indicados (em ordem de participação nos canais do 'France Football') é composta pelos seguintes jogadores:

 

Sadio Mané (Liverpool - Senegal)

Foi uma peça chave do Liverpool que conquistou a Europa novamente. Além disso, ele foi o artilheiro do Premier em 2018-19, com Aubameyang e Salah (22 gols).

 

Sergio Agüero (Manchester City - Argentina)

O atacante 'skyblue' marcou 21 gols na última edição da liga. Além disso, ele ganhou o 'triplete' na cidade de Pep (Premier League, FA Cup e Carabao Cup).

 

Frenkie de Jong (FC Barcelona - Holanda)

Ele foi intocável no Ajax, que ficou a um passo da final da Liga dos Campeões. Também foi finalista com a Holanda na Liga das Nações e começou sua aventura no Barça após este verão.

Hugo Lloris (Tottenham - França)

Mais um ano marcante para um Lloris que foi o vice-campeão da Liga dos Campeões. Grande parte do mérito 'spurs' estava em suas luvas.

 

Dusan Tadic (Ajax - Sérvia)

Outra das peças-chave do Ajax de Ten Hag que se apaixonou pela Europa. O sérvio marcou 38 gols e deu 22 assistências no ano passado. Números astronômicos.

Kylian Mbappé (PSG - França)

Ele foi o protagonista absoluto do PSG durante a última temporada. Seus números falam por si: 39 gols e 14 assistências em 43 jogos.

Trent Alexander-Arnold (Liverpool - Inglaterra)

Uma das revelações do futebol europeu. Com apenas 21 anos, ele provou estar no auge dos melhores e conquistar a Champions pelas mãos de Klopp.

Donny van de Beek (Ajax - Holanda)

Outro jovem talento da lista. 22 anos e peça chave de um Ajax que fez história com sua grande temporada 2018-19. Quase foi para o Real Madrid no verão, mas não acabou se mexendo.

Pierre-Emerick Aubameyang (Arsenal - Gabão)

Terceira indicação para o atacante do Gabão, que logo se tornou a estrela do Arsenal. Ele foi, juntamente com Salah e Mané, o artilheiro da Premier League 2018-19.

Marc-André Ter Stegen (Barcelona - Alemanha)

Um dos melhores goleiros do mundo. Foi uma peça chave de Barcelona na conquista da LaLiga e demonstrou, mais uma vez, uma segurança incrível no gol.

Cristiano Ronaldo (Juventus - Portugal)

Ele já tem 16 indicações para a Bola de Ouro ... e cinco prêmios. O português tem currículo para esta cerimônia de premiação: vencedor da Liga das Nações, Serie A e Supercoppa Italia.

Alisson Becker (Liverpool - Brasil)

Um dos protagonistas de 2019. No mesmo ano, ele conseguiu a Liga dos Campeões e a Copa América. É indiscutível em Liverpool e no Brasil.

Matthijs de Ligt (Juventus - Holanda)

Ele foi o capitão mais jovem da história nas semifinais da Liga dos Campeões. Outro dos pilares fundamentais do histórico Ajax ... que agora milita na Juventus.

Karim Benzema (Real Madrid - França)

Após a saída de Cristiano Ronaldo, o atacante francês se tornou a referência ofensiva do Real Madrid. Ele deixou 30 gols e 10 assistências no ano passado.

Georginio Wijnaldum (Liverpool - Holanda)

Klopp soube como extrair o máximo dele e sua aposta levou como prêmio seus dois gols no 4-0, com o qual o Liverpool derrotou o Barça na semifinal da Liga dos Campeões.

Virgil van Dijk (Liverpool - Holanda)

Sem dúvida, o jogador mais decisivo do Liverpool. Ele não foi driblado durante toda a temporada, foi o líder na zaga e recentemente ganhou o prêmio da UEFA de melhor jogador do percurso.

Bernardo Silva (Manchester City - Portugal)

Pep Guardiola o considera uma das peças principais do Manchester City e não é por menos. Ele se tornou o líder... e também o fez em Portugal quando Cristiano Ronaldo não estava.

Heung-Min Son (Tottenham - Coreia do Sul)

O coreano é um exemplo de trabalho e perseverança. Sem destacar os holofotes no Tottenham de Kane, ele se mostrou um dos jogadores mais importantes dos 'spurs'.

Robert Lewandowski (Bayern de Múnich - Polônia)

O nome dele é sinônimo de objetivo. Além de elevar a Bundesliga do Bayern de Munique, Lewandowski marcou 40 pontos e deu 10 assistências em 47 jogos.

Roberto Firmino (Liverpool - Brasil)

O atacante brasileiro foi um terço do grande tridente de ataque 'red'. Juntamente com Salah e Mané, eles retornaram o Liverpool ao topo da Europa.

Lionel Messi (FC Barcelona - Argentina)

É o grande favorito depois de conquistar sua conquista no 'The Best'. Seus números na temporada passada são espetaculares: 51 gols e 19 assistências em 50 jogos. A LaLiga venceu e sua única toupeira foi a Liga dos Campeões.

Riyad Mahrez (Manchester City - Argélia)

Talvez uma das presenças da lista que mais surpreenda. Apesar de seus 12 gols e 12 assistências, deve-se notar que ele jogou apenas 2.482 minutos em 43 jogos. Até Pep disse que merecia mais destaque ...

Kevin de Bruyne (Manchester City - Bélgica)

Sem dúvida, o cérebro do Manchester City e a estrela da Bélgica com Hazard. Seu peso na equipe 'cityzen' é incrível e ele mostrou ao longo da temporada que vê-lo jogar é uma delícia.

Kalidou Koulibaly (Nápoles - Senegal)

Não é muito comum ver defesas nessas listas, mas Koulibaly ganhou sua presença por mérito próprio. Era uma das centrais mais destacadas da Série A.

Antoine Griezmann (Barcelona - França)

Embora ele ainda tenha muito o que mostrar em Barcelona, ​​sua boa temporada passada no Atlético de Madrid o levou a estar entre os 30 primeiros e a optar pelo prêmio.

Mohamed Salah (Liverpool - Egito)

Ele compartilhou com Mané e Aubameyang o cetro do artilheiro da Premier League e foi uma peça fundamental no ataque 'red' a caminho da liderança européia. Um ótimo ano para o egípcio.

Eden Hazard (Real Madrid - Bélgica)

Ele ainda não conseguiu explodir no Real Madrid, mas Hazard estrelou uma grande temporada no Chelsea que culminou na final da Liga Europa. Ele marcou um duplo e foi decisivo durante toda a competição.

Marquinhos (PSG - Brasil)

Embora tenha sofrido o golpe da Liga dos Campeões pela mão do PSG, sua temporada foi bastante boa e também foi essencial na conquista da Copa América no Brasil.

Raheem Sterling (Manchester City - Inglaterra)

Grande parte do mérito do trigêmeo doméstico do Manchester City está em inglês. Ele assinou sua melhor temporada no artilheiro (27 gols) e se sentiu mais protagonista do que nunca no City.

Joao Félix (Atlético de Madrid - Portugal)

Foi a grande revelação do futebol português, graças à sua grande temporada no Benfica. No verão, ele estrelou uma assinatura histórica ao chegar ao Atlético de Madrid por 126 milhões de euros.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 36K RANK 1
LEITURAS 117M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook