noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Perrella aponta Mano como maior culpado por fase do Cruzeiro

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 291

Pin Perrella aponta Mano como maior culpado por fase do Cruzeiro. Goal
Perrella aponta Mano como maior culpado por fase do Cruzeiro. Goal

Perrella aponta Mano como maior culpado por fase do Cruzeiro

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 291

Gestor de futebol do clube desde a saída de Itair Machado, em outubro passado, Zezé Perrella aponta Mano Menezes como principal responsável por fase.

A duas rodadas do fim do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro vive uma situação complicada. A equipe é a 17ª colocada, com 36 pontos em 36 rodadas, e luta contra o rebaixamento até o último jogo do clube em 2019.

Gestor de futebol da equipe desde outubro passado, quando houve a demissão do vice-presidente Itair Machado, Zezé Perrella aponta Mano Menezes como o principal culpado pela situação da equipe.

O treinador esteve à frente da Raposa nas 13 primeiras rodadas do Brasileirão. Perrella, no entanto, aponta o comandante como o responsável pela má fase.

“Vou falar um negócio com vocês aqui, não é desculpa não, até porque eu cheguei agora. Mas o Cruzeiro pecou, mas pecou muito quando privilegiou a Copa do Brasil dizendo que era o caminho mais curto para a Copa Libertadores. O caminho mais curto para a Libertadores é o Brasileiro, até porque são oito vagas, e na Copa do Brasil só vai um. O Cruzeiro desprezou o Brasileiro”, disse o dirigente.

O Mano Menezes em 18 pontos, ganhou um. Então, se o Cruzeiro não fica na primeira, todo mundo tem a responsabilidade, até eu tenho a minha. Mas vamos olhar lá atrás, no planejamento, a culpa da diretoria passada, que concordou com isso. O Mano é um cara sensacional, mas avaliou mal. Em 18 pontos, você fazer um, cara? Se tivesse feito 20%, eu não estaria aqui dando essa entrevista”, acrescentou.

No Brasileiro de 2019, Mano treinou o Cruzeiro em 13 rodadas, com duas vitórias, quatro empates e sete derrotas. A equipe somou dez pontos, em 18º lugar. Depois vieram Ricardo Resende (interino - 1 empate), Rogério Ceni (2 vitórias, 2 empates e 3 derrotas), Abel Braga (3 vitórias, 8 empates e 3 derrotas) e Adilson Batista (1 derrota). Conforme Perrella, a delicada situação de momento é fruto de ‘abandono’ da principal competição do país.

“Atribuo totalmente, porque um treinador que em 18 pontos faz um (...). Mas o erro dele não foi ter feito um ponto em 18, foi ter, com a conivência da diretoria anterior do Cruzeiro, privilegiado a Libertadores e a Copa do Brasil. A diretoria pensando no dinheiro da Copa do Brasil, e ele pensando em ser campeão da Copa do Brasil. Abandonaram o Brasileiro, a conta chegou. Agora é rezar para não cair”.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 38K RANK 1
LEITURAS 120M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook