noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Corinthians busca por reação em campo após protesto

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 164

Pin Protesto contra jogadores do Corinthians gera susto. EFE
Protesto contra jogadores do Corinthians gera susto. EFE

Corinthians busca por reação em campo após protesto

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 164

Incômodo com falta de precaução do clube, conversas e manifestações de apoio formam mistura para reação dos atletas.

Os jogadores do Corinthians passaram pelo momento mais tenso do ano - desse e de vários outros anteriores - ao serem confrontados por torcedores na chegada ao aeroporto de Guarulhos, no último domingo (13), após a derrota para o Fluminense. Passado o susto, num misto de indignação, incômodo e vontade de responder, eles terão a primeira partida após o evento contra o Bahia, às 21h30 (de Brasília) desta quarta-feira (16), na Neo Química Arena, em novo duelo válido pelo Brasileirão Série A.

Questionados pela reportagem da 'Goal', dois atletas contaram que passaram pela situação mais tensa da carreira ao receberem intimação e gritos de torcedores no caminho do portão de desembarque até o ônibus corintiano. Um deles citou que, em um clube anterior, saiu direto da pista para evitar esse contato, algo que poderia ser feito pelo clube do Parque São Jorge.

A explicação oficial de que não foi permitida a saída dessa forma e de que vários dos aficionados estavam "à paisana", se revelando apenas no momento em que a delegação chegou ao saguão, convenceu o elenco, porém. "Mas não pode acontecer de novo", ressaltou um deles.

O presidente Andrés Sanchez, que concedeu entrevista coletiva na terça-feira, deu um breve relato da sua perspectiva. "Tivemos que passar por esse papelão. Os jogadores estão assustados, muito tristes, eu também", comentou. Segundo os atletas, há um grande esforço para "virar a página" e tentar ganhar o jogo.

Os dois nomes ouvidos contaram ter recebido muito mais manifestações de apoio via redes sociais do que de cobrança "100 pra 1", projetaram. As "1", porém, normalmente vinham carregadas de um ódio que eles consideram acima do tom para a relação atleta-torcedor.

Ambos são firmes em dizer que nenhum dos atletas pediu para não jogar, contando, inclusive, que o lateral-direito Fagner tem treinado mesmo com um dedo da mão fraturado para poder reforçar o time frente aos baianos. Nem mesmo o goleiro Cássio, um dos grandes ídolos da história do clube, escapou de cobranças, algo raro em sua vitoriosa passagem no Timão.

Ainda que o susto tenha passado, no entanto, é consenso no grupo que a situação foi inadmissível e não merece ganhar os "louros" por qualquer melhora em campo.

O mais provável é que o elenco se manifeste após o jogo contra o Bahia, que será transmitido em rede nacional na TV aberta, um palanque bom para divulgação das visões dos jogadores.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 55K RANK 1
LEITURAS 152M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook