noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Quais as opções para um Grêmio sem Cebolinha?

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 663

Pin Pepê, Luciano e Thiago Neves podem espaço no Grêmio. EFE/Silvio Ávila
Pepê, Luciano e Thiago Neves podem espaço no Grêmio. EFE/Silvio Ávila

Quais as opções para um Grêmio sem Cebolinha?

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 663

Com a venda de Cebolinha ao Benfica, Pepê, Luciano e Thiago Neves podem ganhar novas oportunidades no Grêmio, mas substituir o craque não será fácil.

A venda de Everton Cebolinha era questão de tempo e todos no Grêmio sabiam disso. Mas agora que o atacante foi realmente foi vendido ao Benfica, Renato Gaúcho tem a dura missão de montar a equipe sem seu principal jogador. Mas ao que parece, o treinador e a diretoria já estavam se preparando para esse momento há algum tempo. 

Cebolinha foi comprado ainda em 2013 pelo Tricolor, com apenas 17 anos de idade e, com o passar do tempo, foi sendo preparado para assumir a titularidade da equipe. Nos últimos anos, o processo foi repetido por Renato com Pepê.

O jovem sempre foi tido como uma das grandes promessas do clube e pouco a pouco foi sendo colocado nas partidas no lugar de Cebolinha. Até pelas características parecidas dos dois jogadores - atacantes rápidos, dribladores, e destros que jogam abertos pela esquerda -, eles não costumavam atuar juntos na equipe.

Agora, sem Everton, chegou a hora do atacante de 23 anos assumir maiores responsabilidades no time.

É verdade que substituir um jogador do calibre de Cebolinha não é tarefa fácil. O camisa 11 se despede tendo participado de mais da metade dos gols do Grêmio na temporada. Entre gols, assistências e lances decisivos, o jogador esteve envolvido em 14 dos 27 gols do Tricolor até o momento.

Com isso, Renato sabe que precisa de mais alternativas para a posição, apesar de Pepê ser bastante qualificado para a missão.

Uma outra opção é Luciano, que pode jogar mais centralizado, mas também pode atuar aberto pelos lados - no Corinthians, o jogador jogou diversas vezes aberto pela direita. 

Assim, uma boa alternativa seria deslocar Alisson - que também é destro e tem o drible como ponto forte - para a esquerda, e utilizar Luciano, canhoto, do outro lado. O jogador também pode se aproveitar da movimentação de Diego Souza, que vem jogando como centroavante e pode abrir espaço para que outros jogadores entrem na área.

Por fim, outro jogador que não vem sendo muito utilizado mas que também poderia ganhar mais espaço com a saída de Everton é Thiago Neves. O jogador de 35 anos foi mais uma das apostas de Renato Gaúcho, que tenta recuperar o atleta, após o mau momento que viveu no Cruzeiro.

Thiago não joga na mesma posição de Cebolinha e Pepê, mas sua qualidade com a bola nos pés é inegável. Assim, o meia também pode ser aproveitado em um esquema que priorize a posse de bola com mais movimentação entre os atletas. 

De qualquer forma, Pepê deve ser a primeira escolha de Renato para a estreia no Brasileirão, neste final de semana, principalmente pelas características do jogador. Ainda assim, a diretoria não descarta utilizar parte do dinheiro recebido com a venda de Everton para contratar um novo atacante.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 55K RANK 1
LEITURAS 152M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook