noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Recorde, queda de rendimento, pandemia... Por que a venda de Coutinho parece impossível ao Barça?

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 772

Pin Por que a venda de Coutinho parece impossível ao Barça? Goal
Por que a venda de Coutinho parece impossível ao Barça? Goal

Recorde, queda de rendimento, pandemia... Por que a venda de Coutinho parece impossível ao Barça?

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 772

Brasileiro vem sendo especulado diariamente em clubes europeus, mas negócios - pelo visto - só sairiam na base de trocas ou empréstimos

Philippe Coutinho foi a contratação mais cara da história do Barcelona. Em janeiro de 2018, o clube catalão aceitou desembolsar 163 milhões de euros para tirá-lo do Liverpool - o que já havia tentado seis meses antes, sem sucesso - e firmou um acordo válido por cinco temporadas

Só que a passagem do brasileiro pelo Camp Nou ficou longe do esperado. E agora, quase dois anos e meio depois da negociação, o clube catalão enfrenta muita dificuldade para recuperar ao menos parte do valor investido.

Como já se sabe, Coutinho jogou no Barça um ano e meio e não chegou a brilhar. Acabou emprestado ao Bayern de Munique, mas os alemães já avisaram na semana passada que não vão desembolsar 120 milhões de euros para ficar com ele em definitivo.

O valor parece surreal na realidade atual, em tempos de pandemia do novo coronavírus - e também porque o brasileiro não chegou a mostrar na Alemanha que vale tudo isso. Mas foi o que o Barcelona estipulou em agosto de 2019, confiando que o meia-atacante repetisse em Munique as atuações dos tempos de Liverpool.

Hoje o clube catalão sabe que Coutinho vale menos que isso. E, segundo especula a imprensa europeia, sonha em negociá-lo por 80 milhões de euros. Mais do que pelo menos recuperar metade do que pagou pelo brasileiro, o valor seria essencial para dar uma aliviada na situação financeira dos catalães.

O Barça também não está imune à crise do novo coronavírus. Já reduziu o salário dos jogadores e estaria até se negando a reembolsar os sócios que compraram os ingressos para as partidas que restam na temporada - e que obviamente serão disputadas com portões fechados. 

O dinheiro de Coutinho poderia dar este respiro e ainda ajudar a equipe espanhola a tornar viável a contratação de um dos seus reforços dos sonhos para a próxima temporada: os atacantes Neymar, do Paris Saint-Germain, e Lautaro Martínez, da Inter de Milão.

Para desespero da diretoria, porém, ninguém parece estar disposto a pagar 80 milhões de euros por Coutinho no cenário atual. Aí estariam clubes da Premier League e também o Paris Saint-Germain, sempre apontados como possíveis destinos do jogador da seleção brasileira.

Sem um comprador, o Barcelona deve se conformar em ou emprestar Coutinho novamente ou usá-lo como moeda de troca em alguma negociação para enfim colocar um ponto final na novela envolvendo o futuro do jogador - que já dura pelo menos dois meses.

Uma busca no Google aponta que só nesta semana Coutinho foi vinculado à Inter (entraria na negociação de Lautaro) e à Juventus (seria trocado por Pjanic). Neste sábado, o rumor da vez, publicado pelo jornal catalão Sport, aponta que o Tottenham aceitaria pagar 10 milhões de euros para tê-lo por empréstimo.

Kia Joorabchian, empresário do jogador, continua oferecendo o cliente principalmente na Inglaterra. Enquanto isso, o Barcelona vai percebendo que a pandemia deve fazer seu prejuízo com Coutinho ter sido ainda maior.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 50K RANK 1
LEITURAS 142M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook