noscript image

San Iker empurra decisão para o Dragão

Priscila por Priscila @besoccer_es - 0 7,222

Pin Casillas foi o melhor em campo no lado dos dragões. EFE
Casillas foi o melhor em campo no lado dos dragões. EFE

San Iker empurra decisão para o Dragão

Priscila por Priscila @besoccer_es - 0 7,222

O FC Porto perdeu por 2-1 nesta terça-feira no Olímpico de Roma em jogo a contar para a primeira mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões. Casillas e Adrián López empurram a decisão para o dragão.

Os locais entraram melhor no jogo, primeiro por El Shaarawy e depois por Kolarov. Em várias ocasiões a defesa dos dragões não estava em sintonia e os romanos aproveitaram os diversos erros para atacar. 

A primeira grande ocasião do jogo esteve nos pés de Fernando Andrade, passava pouco da meia hora de jogo. Fazio falha um corte e a bola acaba nos pés de Otávio, o brasileiro entregou para o compatriota que à meia-volta rematou para as mãos de Mirante. 

Aos 37' foi a vez de Casillas mostrar serviço e argumentar porque a titularidade é sua. Num remate à queima roupa de Dzeko San Iker afastou a bola para o poste salvando assim a inauguração do seu templo. 

O intervalo chegou e com ele chegava ao fim uma primeira parte muito tática e com poucas ocasiões de golo. Com a chegada da segunda parte as equipas mostraram-se mais atacantes. 

A primeira grande oportunidade da segunda metade chegou pela cabeça de Danilo aos 55 minutos, quando o português na sequência de um canto de Alex Telles cabeceia a bola que raspa no poste da Roma. 

Dez minutos depois chegou a confusão ao templo romano. Brahimi caiu no relvado depois de ser pisado por um adversário mas a equipa da casa seguiu a jogada que acabou por dar muito trabalho a Casillas. Pellegrini remata com muita força e San Iker mais uma vez aplica-se a fundo. O banco dos dragões reclama pela continuação da jogada e acaba por haver um grande bate-boca entre os técnicos de ambas as equipas. 

No meio da confusão o argelino teve de sair, bastante queixoso e a coxear. Mais uma lesão na equipa azul e branca mas neste caso ainda se desconhece a gravidade. 

Aos 68 minutos, o azar voltou a bater à porta dos dragões. Zaniolo, o jovem promessa de Itália, marcou o primeiro golo no Olímpico. Recebeu um cruzamento de Dzeko e rematou cruzado para o fundo das redes azuis e brancas.

O italiano continuava com fome e 8 mintuos depois voltou a fazer o gosto ao pé. Dzeko apareceu solto no centro do ataque e disparou ao poste da baliza, o esférico ressaltou na jovem promessa italiana que de pé esquerdo voltou a bater Iker Casillas. 

Sérgio Conceição fez entrar Adrián López e entre ele e Soares foram responsáveis por balançar a eliminatória de novo. O brasileiro tenta rematar mas a jogada sai-lhe muito mal, aparentemente, é que o '29' do Porto acaba por picar a bola por cima da defesa italiana. O esférico sobra para o espanhol que concretiza, reduzindo assim a desvantagem portista. 

Com toda a certeza não era o resultado que Sérgio Conceição queria levar para casa nem era esta equipa que ele definiu como de "topo mundial" mas o golo azul e branco fez os romanos descerem à terra e o Porto acabou por terminar o jogo com várias oportunidades para conseguir a igualdade. 

A eliminatória ainda está a meio. e de facto, o golo de Adrián acabou por balançá-la. Valeu aos dragões as grandes intervenções de San Iker que segurou a equipa ao longo de todo o jogo. 

No Dragão resta ao FC Porto marcar, esperar que a defesa se alinhe e que San Iker tenha uma noite tão inspirada como a desta noite em Itália.  

Priscila

Priscila

noticias 697 RANK 8
LEITURAS 2M RANK 8
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook