noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

São Paulo banca Diniz por boa campanha no Brasileiro

BeSoccer por BeSoccer @besoccerPT - 0 249

Pin São Paulo banca Diniz por boa campanha no Brasileiro. EFE
São Paulo banca Diniz por boa campanha no Brasileiro. EFE

São Paulo banca Diniz por boa campanha no Brasileiro

BeSoccer por BeSoccer @besoccerPT - 0 249

Proximidade das eleições, escassez no mercado e resposta boa no Brasileiro sustentam Diniz; eliminação no torneio sul-americano é quase certa.

O São Paulo não pretende fazer mudanças na sua comissão técnica após a derrota por 4 a 2 contra a LDU, na terça-feira, fora de casa, que deixou o time em situação muito complicada na Copa Libertadores da América. A boa campanha no Campeonato Brasileiro, a coragem para mudar a equipe e a proximidade das eleições no clube são a combinação de fatores que resultam nessa posição.

Um dirigente e uma pessoa próxima à diretoria foram ouvidos pela 'Goal' e ambos negaram que Diniz corra risco de ser demitido do cargo. O time tem um confronto direto pelo Brasileiro contra o Internacional, fora de casa, e há consenso de que o mais importante agora é dar tranquilidade antes de um duelo que pode levar a equipe a dividir a liderança do Nacional.

Com 18 pontos conquistados em dez partidas, o Tricolor ocupa a terceira colocação no torneio nacional e está a dois pontos do Inter, segundo colocado, mas com um jogo a menos.

O presidente Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, estava internado por complicações da Covid-19 e deixou a UTI apenas na segunda-feira. É praticamente impossível que uma troca no comando passe sem ser avaliada pelo mandatário, que gostou das mudanças realizadas por Diniz na zaga e das chances dadas a jovens de Cotia, como Diego, Gabriel Sara e Paulinho Boia.

Outro fator que pesa a favor de Diniz é a proximidade da eleição no São Paulo, agendada para dezembro. Com uma troca no comando pela frente, a avaliação é que seria irresponsável contratar um treinador por um período que vá além do mandato de Leco, além de não haver nomes qualificados o bastante para assumir o comando por apenas três meses.

Posto todo o cenário de otimismo para Diniz, os ouvidos pela reportagem também tratam como um cenário "milagroso" aquele em que o time avance para as oitavas de final da Copa Libertadores. A situação ficou praticamente irreversível após o revés para a LDU no Equador, na última terça-feira.

Levando em conta que a LDU, com nove pontos, tem tudo para ganhar tranquilamente do Binacional em casa, o São Paulo, com quatro, já não pode mais alcançar os equatorianos. Sua briga ficaria restrita ao River Plate, rival da próxima rodada, em Buenos Aires.

No melhor cenário, com os argentinos perdendo em casa para a LDU na última rodada, o Tricolor precisaria de uma goleada que chegue a incríveis 10 a 0 sobre os peruanos para tirar os 11 de saldo que o River Plate tem de vantagem. Isso, é claro, caso conseguisse um empate em Buenos Aires.

Em outro cenário, o São Paulo venceria os argentinos fora de casa e contaria com um tropeço do River diante da LDU. O "milagre" começa com o mais provável: o Tricolor também precisa, obviamente, vencer o Binacional no Morumbi.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 57K RANK 1
LEITURAS 156M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook