noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

São Paulo sente a falta de Luciano e ataque decepciona contra o River

BeSoccer por BeSoccer @besoccerPT - 0 247

Pin São Paulo sente a falta de Luciano e ataque decepciona contra o River, EFE
São Paulo sente a falta de Luciano e ataque decepciona contra o River, EFE

São Paulo sente a falta de Luciano e ataque decepciona contra o River

BeSoccer por BeSoccer @besoccerPT - 0 247

Sem seu principal centroavante, Tricolor faz um jogo morno, não consegue os três pontos no Morumbi e se complica no grupo.

Na noite desta quinta-feira (17), o São Paulo empatou com o River Plate em 2 a 2, no Morumbi, e se complicou na classificação de seu grupo na Copa Libertadores da América. Esse foi o primeiro jogo do esquadrão de Fernando Diniz sem a presença de Luciano, desde sua estreia como são-paulino, e sua presença foi fortemente sentida em campo. Tanto é verdade que os dois gols anotados pelo São Paulo foram gols contra, marcados por atletas do River.

Mesmo com a volta do atacante e artilheiro do time, Pablo, o São Paulo não chegou a empolgar em praticamente nenhum momento da partida, enfrentando um River Plate bastante consciente taticamente, mas sem ritmo de jogo. Mesmo jogando em casa, o Tricolor não teve o domínio da partida e viu o time argentino comandar as ações em muitos momentos. 

Sem a presença de Luciano, que estava suspenso por conta da briga no Gre-Nal da Libertadores, de antes da pandemia, Fernando Diniz escalou o time com quatro meias e dois atacantes. Na tentativa de ter domínio do setor central, Diniz fez com que a equipe perdesse velocidade, dinâmica e fluidez, e isso acarretou no baixo número de chances dos donos da casa.

Pablo não fez um bom jogo e pouco contribuiu para a fase ofensiva do São Paulo. Os dois gols são-paulinos na partida foram marcados por Enzo Pérez e Fabrizio Angileri, ambos atletas do River Plate. Nas poucas vezes que foi acionado, o goleiro Franco Armani apareceu bem e conseguiu segurar as oportunidades criadas.

Luciano foi oficializado no São Paulo em 18 de agosto de 2020, desde então, o atacante participou de oito jogos, marcou quatro gols e deu uma assistência. Números assim fizeram com que o atleta, contratado sob desconfiança da torcida, caísse nas graças do torcedor e se tornasse peça-chave para o elenco do Tricolor.

Nesse período com Luciano, foram oito jogos, cinco vitórias, três empates e uma derrota. No primeiro jogo sem o atacante, o time não perdeu, mas sentiu falta de sua referência e goleador. 

Já sem Dani Alves, que passou por uma cirurgia no antebraço, o Tricolor só deve contar com seu goleador na última rodada da fase de grupos, quando o clube recebe o Deportivo Binacional, no Morumbi. A suspensão por participar da briga generalizada na disputa do Gre-Nal (quando ainda jogava no Grêmio) é de três jogos. Ele ainda perderá os duelos contra a LDU e o River Plate, nos seus respectivos países.

Com o empate em casa, o Tricolor se complicou no Grupo D da Libertadores da América. O São Paulo precisará de resultados positivos atuando fora de casa, contra a LDU, sobre 2,734 metros de altitude de Quito, e no famoso Monumental de Núñez, em Buenos Aires.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 57K RANK 1
LEITURAS 156M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook