noscript image

Sem lamentos no United, Solskjaer admite PSG superior

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 937

Pin Sem lamentos no United, Solskjaer admite PSG superior
Sem lamentos no United, Solskjaer admite PSG superior

Sem lamentos no United, Solskjaer admite PSG superior

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 937

O treinador norueguês elogiou Mbappé, lamentou gol de bola parada e mantém a cabeça erguida: “será difícil, mas não impossível”

Após 11 jogos de invencibilidade desde a sua chegada ao Manchester United, o técnico interino Ole Gunnar Solskjaer enfim sofreu a primeira derrota. E foi justamente em um dos jogos tidos como de maior importância. Nesta terça-feira (12), o PSG bateu os Red Devils por 2 a 0 em pleno Old Trafford e saem com vantagem para avançar às quartas de final.

Kimpembe abriu a contagem após escanteio cobrado por Di Maria, que voltou a dar assistência para Mbappé aumentar a vantagem no jogo de ida. Embora reconheça a dificuldade para a volta, marcada para 06 de março na capital francesa, Solskjaer reconheceu a superioridade da equipe comandada por Thomas Tuchel.

“Você nunca fica surpreso no futebol”, disse sobre a primeira derrota. “Foi um jogo equilibrado. Será difícil contra equipes boas. Desapontado com o primeiro gol. Não podíamos sofrer um gol em bola parada. O segundo gol foi pela qualidade deles”, avaliou, destacando a rapidez de Mbappé: “Não se pode dar aquele espaço para ele correr. Ele é rápido como a luz”.

“Eles têm qualidade desde o goleiro até o atacante. É por isso que eles são favoritos na Champions League. É o nível que temos que mirar”, observou. “Eles se defenderam muito bem contra nós. Nós tentamos vários cruzamentos, mas o movimento não aparecia ali. Eles estiveram em um nível acima de nós hoje, precisamos ser honestos e justos. Será difícil (conseguir virar o jogo), mas não impossível”.

Solskjaer também foi perguntado sobre o baixo rendimento do chileno Alexis Sánchez, atacante que entrou no lugar do lesionado Jesse Lingard (que assim como Martial vai passar por exames): “Eu não posso fazer nada sobre Alexis Sánchez. Quando ele joga, precisa se encontrar porque sabemos que ali tem um jogador de qualidade”.

Por fim, além de lamentar a ausência de Pogba para o duelo de volta, já que o meio-campista foi expulso, Solskjaer não quer ver o seu elenco abalado psicologicamente para os desafios que virão: “Tem que seguir adiante. Nossos próximos dois jogos são contra Chelsea (FA Cup) e Liverpool (Premier League). Se alguém ficar com pena de si mesmo, provavelmente não vai jogar”.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 25K RANK 1
LEITURAS 84M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook