noscript image

Solskjaer quer usar 'milagre' de 99 para bater o Barça

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 1,098

Solskjaer quer usar 'milagre' de 99 para bater o Barça. Goal

Solskjaer quer usar 'milagre' de 99 para bater o Barça

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 1,098

Em 1999, a equipe vermelha de Manchester conquistou o título com um gol histórico do atual treinador... que se contradisse ao comentar sua estratégia.

O Manchester United jamais venceu o Barcelona dentro do Camp Nou em quatro duelos disputados até hoje – foram duas derrotas e dois empates. Entretanto, o palco do encontro que vai definir, nesta terça-feira (16), um dos semifinalistas da Champions League traz uma das melhores lembranças dos torcedores do clube inglês.

Foi no Camp Nou, em 1999, que o Manchester United conquistou o segundo dos seus três títulos de Champions League. Uma final ainda considerada por muitos como a mais emocionante da história, afinal de contas os Red Devils perdiam por 1 a 0 até os 90 minutos da final disputada no estádio do Barcelona.

Desesperado por uma virada que muitos consideravam impossível, Sir Alex Ferguson colocou Teddy Sheringham e Ole Gunnar Solskjaer em campo. O primeiro empatou aos 91’ e o segundo, que hoje é o treinador do United, protagonizou a virada tão inesperada aos 93’. Em comum aos dois lances que marcaram aquele 2 a 1, a origem: iniciada em um escanteio.

Evidente que o retorno não apenas do Manchester United, mas também de Solskjaer ao Camp Nou evoca aquela noite histórica de 1999. "São muitas emoções, é uma memória fantástica. A minha última vez neste campo foi a única", afirmou o norueguês durante entrevista coletiva na última segunda-feira (15). O ex-atacante, contudo, também falou sobre a necessidade de reverter a desvantagem. No jogo de ida, o Barça venceu por 1 a 0 em Old Trafford e tem a vantagem do empate.

"Eu não penso tão constantemente naquela noite, estou apenas olhando adiante para ver se conseguimos jogar melhor contra o Barcelona", completou Solskjaer. O norueguês não imagina ver a equipe catalã atuando no contra-ataque, algo confirmado também por Ernesto Valverde, técnico do Barça, em sua entrevista. Mas apesar de afirmar que olha para a frente, sem pensar muito naquela decisão histórica, Solskjaer baseia a sua estratégia exatamente no que decidiu aquele Manchester United 2x1 Bayern – em que Mario Basler abriu a contagem em cobrança de falta: a bola parada.

"No futebol tudo pode acontecer. Se conseguirmos não levar um gol, estaremos na briga. Sabemos que podemos marcar gols através das bolas paradas, somos mais altos do que eles. Mas  precisaremos nos defender bem", afirmou o treinador. "Eu não me importo se o gol vier aos 93 minutos".

Em toda a temporada, este elenco do Manchester United fez apenas um gol de bola parada nesta Champions League – justamente o pênalti que garantiu a classificação sobre o PSG nas oitavas de final. Na Premier League, foram 12 (19% do total de 63 tentos). O Barcelona começa a disputa com o favoritismo, mas tudo pode acontecer em um choque de gigantes. Mas se Ole Gunnar Solskjaer disse que pensa pouco na noite que lhe transformou em herói, acabou desmentindo a si próprio ao falar a sua estratégia.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 27K RANK 1
LEITURAS 90M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook