noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Um monólogo no Teatro dos Sonhos

Pin Um monólogo no Teatro dos Sonhos. EFE
Um monólogo no Teatro dos Sonhos. EFE

Um monólogo no Teatro dos Sonhos

O Manchester City foi até Old Trafford e saiu de lá com uma vitória importante para a partida de volta das semifinais da EFL Cup. Os de Pep Guardiola dominaram completamente o primeiro tempo e não deram chance aos donos da casa.

Um primeiro ato digno de um grande monólogo, foi assim o primeiro tempo do Manchester City contra o United no 'Teatro dos Sonhos'. 

O time de Pep Guardiola não deu espaço para os 'diabos vermelhos', que foram amplamente dominados durante os primeiros 45 minutos do duelo, puro sofrimento por parte do público local. 

O jogo estava equilibrado até que, aos 12 minutos, Bernardo Silva usou todo o seu talento para marcar um golaço. Walker rola para o português, que dominou, ajeitou e bateu de fora da área sem chances para De Gea!

Desde então começou o recital do City. O United sentiu duramente o primeiro gol sofrido, se desestruturou em campo e permitiu que o City construísse um resultado que poderia ter sido ainda mais amplo. 

Com o meio de campo completamente azul, veio o segundo gol. Mahrez recebeu de Bernardo Silva, driblou De Gea e empurrou para as redes. 

E para piorar, quando a primeira parte já entrava na sua reta final para a felicidade de Solskjær, veio o terceiro. Em um rápido contra-ataque, De Bruyne invadiu a área, deu uma linda finta no defensor e bateu para o gol, De Gea fez a defesa, mas a bola bateu em Andreas Pereira e entrou. 

Um passeio que o treinador da casa tentou evitar que se repetisse no segundo tempo ao colocar Matic em campo. Junto ao reforço no sistema defensivo podemos adicionar a evidente desaceleração dos comandados de Pep. 

Com o jogo um pouco mais equilibrado, veio a primeira finalização do United na direção do gol, mas Bravo defendeu sem dificuldades a tentativa de James. 

De Gea ainda salvou o que seria o quarto gol dos visitantes. Mahrez passou como quis pela zaga do United e bateu forte, De Gea estica o pé e fez a defesa!

Na jogada seguinte o lado vermelho de Manchester conseguiu diminuir, com Rashford, como sempre. Em um belo contra-ataque, Greenwood rolou para o camisa '10' bater na saída de Bravo e descontar para os 'red devils'. 

Com a vitória de hoje o Manchester City sai com uma larga vantagem para o jogo de volta que será realizado no dia 29 de janeiro, no Etihad Stadium. 

Rafael Alexandre Coelho

Rafael Alexandre Coelho

noticias 455 RANK 9
LEITURAS 2M RANK 9
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook