noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

Neymar faz Tite mudar de ideia: melhor por dentro, não na ponta

BeSoccer por BeSoccer @besoccerPT - 0 2,084

Pin Tite mudou de opinião sobre posicionamento de Neymar. EFE
Tite mudou de opinião sobre posicionamento de Neymar. EFE

Neymar faz Tite mudar de ideia: melhor por dentro, não na ponta

BeSoccer por BeSoccer @besoccerPT - 0 2,084

Técnico da seleção admite que seu camisa 10 rende mais jogando com liberdade pelo meio, não exatamente aberto na ponta esquerda, como acreditava antes.

Quem parou para assistir a reta final da última Champions League viu um Neymar consolidando um novo momento dentro de campo. Com livre movimentação por dentro e menos preso a um setor do ataque, o camisa 10 conduziu o PSG à final europeia mais como organizador e referência com a bola do que como artilheiro ou definidor dos lances.

Com base nisso, o técnico da seleção brasileira, Tite, mudou de ideia. Se antes ele acreditava que aberto na esquerda, como ganhou a Libertadores e a Champions League, Neymar fazia a diferença como um dos melhores jogadores do mundo, agora o treinador acredita que seu principal atleta oferece mais atuando com liberdade pela região central do campo.

"Não é mais a minha opinião, não. Rever conceitos em cima de etapas - o atleta modificar situações, posições, funções - é importante", respondeu Tite em entrevista ao canal Sportv, quando o jornalista Alexandre Lozetti perguntou se o técnico seguia com a mesma certeza de antes, de um melhor rendimento de Neymar quando colocado no lado esquerdo.

Na sequência, o comandante da seleção lembrou que já houve situações em que Neymar teve uma liberdade maior por dentro, como contra o México, na Copa do Mundo de 2018. "Agora ela pode ser ampliada", acrescentou.

Tite ainda citou que no jogo contra o Red Bull Leipzig, na Champions League, em que o PSG venceu por 3 a 0, Neymar atuou como um camisa 9, totalmente livre para se mexer, com Mbappé de um lado e Di María do outro. Foi assim também na final, contra o Bayern de Munique, dias depois.

O assunto não é novo. De fato, Neymar já jogou por ali em alguns momentos com o Brasil, e no jogo citado por Tite, contra o México, Gabriel Jesus era quem fechava pelo lado esquerdo para deixar o companheiro mais solto. Tanto que já na reta final do jogo, quando Firmino foi a campo, o substituído foi Coutinho. Assim, Gabriel seguiu na esquerda, e Neymar e Firmino por dentro garantiram o segundo gol da seleção.

Agora o tema volta à tona não só porque a seleção finalmente voltará a se reunir, depois de 11 meses, como também porque Neymar conseguiu uma grande sequência pelo clube após lesões que sempre o tiravam dos momentos importantes da temporada europeia.

Outro ponto é que ele ficou fora da Copa América do ano passado, quando o Brasil foi campeão jogando com Coutinho, Firmino, Gabriel Jesus e Everton Cebolinha, sendo que os dois últimos ganharam as posições abertas do ataque que começaram a competição com Richarlison e David Neres. O título sem a maior estrela mostrou alternativas para a formação ofensiva.

Com as lesões, Neymar jogou só cinco partidas com a amarelinha em 2019, sendo que em duas saiu logo no começo, machucado. Ou seja, a retomada do futebol para o time brasileiro também é de certa forma uma retomada para o jogador que não engrenou com a seleção no ano passado. E que agora fez Tite mudar de ideia às vésperas do início das eliminatórias para a próxima Copa. 

BeSoccer

BeSoccer

noticias 57K RANK 1
LEITURAS 156M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook