noscript image
GooglePlay Logo AppStore Logo Uptodown Logo

O pensamento de Setién em sua estreia

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 4,831

Pin A ideia de Setién para sua estreia. Captura/Movistar
A ideia de Setién para sua estreia. Captura/Movistar

O pensamento de Setién em sua estreia

BeSoccer por BeSoccer @besoccer_com - 0 4,831

Quique Setién estreou com vitória como o novo técnico do Barcelona. O treinador surpreendeu a todos com mudanças táticas que deixaram bem claro sua ideia.

O Barcelona começou a 'era Setién' com uma vitória sofrida contra o Granada por 1-0. A equipe 'culé' dominou, mas teve que esperar os últimos minutos para levar os três pontos.

Além do resultado, o que gerou mais expectativa na torcida do Barça foi o esquema do novo técnico.

Realmente se queria ver como o Barça de Setién jogaria e, desde o início, a abordagem do treinador não decepcionou.

Durante a partida, viu-se um Barcelona que variou muito em seu posicionamento em busca de surpresa tática.

Embora no papel fosse um esquema claro de 4-3-3, na fase ofensiva, o posicionamento mudou bastante devido à colocação de Jordi Alba no campo.

O lateral-esquerdo da equipe 'culé' foi praticamente transformado em um extremo e o Barça começou a jogar praticamente com um 3-3-4.

Umtiti, Piqué e Sergi Roberto fecharam atrás. O centro do campo era Busquets, Vidal e Rakitic. Na frente, Griezmann e Messi estavam mais centrados, indo várias vezes ao meio-campo, enquanto as laterais eram para Jordi Alba e o próprio Ansu Fati.

O jovem jogador da categoria de base foi muito ativo durante o primeiro tempo e aproveitou as combinações com Messi e sua velocidade para penetrar na defesa do Granada.

Setién apresentou uma grande equipe, sabendo que o Granada estaria muito recuado. O plano funcionou, mas a falta de pontaria fez o jogo ficar parado.

O 3-3-4 (ou 3-5-2 por alguns instantes) obrigou o time a um equilíbrio defensivo diferente, focado principalmente na pressão alta.

O alto número de jogadores 'culés' no campo rival convidada a tal pressão. Um jogador fundamental nesta seção foi Busquets, que liderou a pressão na área rival por um longo tempo.

O de Badía, que sofreu muito nos planos de Valverde, estava libertado com Rakitic e Vidal cobrindo a retaguarda. O chileno fez bonito durante o duelo e foi excelente em todas as áreas do campo.

Além disso, as linhas avançadas da equipe catalã sufocaram um Granada que não tinha tempo nem pernas para pensar e buscar uma reação.

Nas poucas ocasiões em que a equipe de Nasrid conseguiu superar essa pressão do Barça, o esquema do clube azul-graná mudava para o tradicional 4-3-3, com Jordi Alba novamente ocupando sua posição de lateral-esquerdo.

Algumas modificações que, embora tenham sido as primeiras, já deixaram claro que esse Barcelona, ​​para melhor ou para pior, é outro. Diferente do que todos conheceram com Ernesto Valverde.

BeSoccer

BeSoccer

noticias 44K RANK 1
LEITURAS 134M RANK 1
Mais notícias do autor

Follow BeSoccer on Facebook